Jeep abaixo do Renegade será elétrico e estreia em 2022

Com propulsão alternativa, tração integral está garantida para a novidade
Futuro SUV pequeno da Jeep deverá manter o estilo robusto do Renegade

Futuro SUV pequeno da Jeep deverá manter o estilo robusto do Renegade | Imagem: Divulgação

Recentemente abordamos aqui no AUTOO alguns desafios que a Jeep precisaria endereçar no desenvolvimento do seu futuro SUV pequeno posicionado abaixo do Renegade.

Novas informações surgiram nesta semana sobre o projeto e alguns dos pontos em nossa análise caminham para uma solução interessante.

De acordo com apurações do Autocar India, a ideia é que a Jeep adote a plataforma CMP desenvolvida pela Peugeot Citroën para o modelo inédito.

Apesar de altamente flexível em termos de modularidade e porte dos automóveis que serão concebidos sobre ela, um desafio da arquitetura CMP para a Jeep está no fato de que ela foi concebida apenas para veículos com tração dianteira.

Para resolver essa questão e preservar a oferta de tração integral, característica necessária devido ao apelo off-road da marca, a solução será adotar apenas um conjunto de propulsão 100% elétrica para o futuro SUV pequeno.

Resolvendo a equação

Com isso, o time de engenharia da Jeep poderá colocar um motor elétrico por eixo, garantindo assim a motricidade para todas as rodas do futuro utilitário esportivo.

Durante entrevista também ao Autocar India, o chefe global de design da Jeep, Ralph Gilles, comentou que a solução é algo factível. “Nossos engenheiros conseguiram resolver a equação. Colocar todo esse sistema no carro não é tão difícil. Ele basicamente substitui o mesmo hardware mecânico 4x4 por um propulsor elétrico”, destacou o executivo. 

Outro ponto importante sobre a propulsão totalmente elétrica para o modelo é o seu alinhamento com as novas demandas do continente europeu, que busca acelerar a migração de veículos térmicos para automóveis não poluentes.

Com isso, a previsão é que o Jeep abaixo do Renegade em tamanho faça sua estreia no Velho Continente por volta do fim de 2022. A novidade deverá ser produzida em mercados emergentes, como a Índia, entre 2023 e 2024, o que sinaliza que a Jeep deverá alcançar um preço competitivo para a novidade mesmo com a propulsão elétrica.

Certamente é um projeto que vale a pena ficarmos atentos também aqui no Brasil, uma vez que a eletrificação da Jeep é uma estratégia que ganhará cada vez mais força nos próximos anos. 

Enquanto o Renegade hoje conta com 4,23 m de comprimento, futuro crossover pequeno deverá gravitar nos 4 metros
Enquanto o Renegade conta com 4,23 m de comprimento, futuro crossover pequeno da Jeep deverá gravitar nos 4 metros
Imagem: Divulgação