Jeep Avenger será o SUV menor do que o Renegade e primeiro 100% elétrico da marca

Fabricante anuncia primeira fase de sua ofensiva para eletrificação do portfólio global
Jeep Avenger

Jeep Avenger | Imagem: Divulgação

A Jeep realizou uma série de anúncios relevantes nesta quinta-feira (8). Trata-se da primeira fase de ofensiva de produtos para se tornar “a marca líder em SUVs eletrificados no mundo”, declara a companhia. 

Entre as principais novidades está o anúncio do Jeep Avenger como o aguardado modelo posicionado abaixo do Renegade em tamanho. 

O modelo também torna-se o primeiro Jeep com propulsão 100% elétrica. O Avenger, detalha a Jeep, terá autonomia “almejada de 400 quilômetros” e ainda “oferecerá impressionantes altura do solo e ângulo de entrada para seu segmento, ao mesmo tempo em que entrega um interior moderno e tecnologicamente avançado, com muito espaço para passageiros e carga”. 

É possível que a Jeep também ofereça configurações mecânicas híbridas para o Avenger, algo ainda não oficializado pela marca. De qualquer forma, a Jeep adiantou que o SUV pequeno será fabricado em Tychy, na Polônia, e, apesar de concebido com foco nos países europeus, o Avenger também será comercializado em outros mercados, tais como Japão e Coreia do Sul. 

O Jeep Avenger fará sua estreia pública em outubro deste ano durante o Salão de Paris, enquanto a chegada às concessionárias europeias ficará para o início de 2023. 

Jeep Avenger
Jeep Avenger
Imagem: Divulgação

Recon

Já para a América do Norte, a Jeep apresentou o Recon, SUV com apelo mais robusto e também com propulsão totalmente elétrica. 

Esse veículo totalmente novo é destinado a quem gosta de explorar aventuras extremas em quase silêncio com um pacote de veículo robusto e totalmente elétrico”, detalha a Jeep em sua introdução do Recon. 

Ainda sem entrar em detalhes técnicos, a Jeep cita que o Recon terá “capacidade real de trilha com sistema de tração Jeep Selec-Terrain, tecnologia de eixo e-locker, proteção sob a carroceria, ganchos de reboque e pneus off-road radicais”, além de “autêntica liberdade Jeep ao ar livre com powertop de um toque, portas e vidros removíveis”. 

Segundo Christian Meunier, CEO da marca Jeep, a autonomia deverá ser um ponto forte do SUV concebido para o mercado norte-americano. “O novíssimo Jeep Recon totalmente elétrico consegue atravessar a poderosa Rubicon Trail, uma das trilhas off-road mais desafiadoras dos EUA, e chegar ao final da trilha com autonomia suficiente para voltar à cidade e recarregar”, promete o executivo. 

Jeep Recon
Jeep Recon
Imagem: Divulgação

Segundo a Jeep, o Recon terá apelo global (com a oferta também na Europa já confirmada) e será apresentado publicamente no próximo ano, com a produção na América do Norte tendo início em 2024. 

A gama premium Wagoneer, por sua vez, também contará com um produto 100% elétrico no curto prazo. 

Com o “codinome”, segundo a Jeep, Wagoneer S, o SUV de maior porte terá autonomia na faixa de 644 km e será capaz de acelerar de 0 a 60 mph (96 km/h) em notáveis 3,5 segundos. 

Vamos encantar nossos clientes com um SUV premium e altamente eficiente, carregado de tecnologia e projeto de alta qualidade, oferecendo capacidade 4x4, alto desempenho, aceleração rápida e um alcance alvo de 400 milhas com uma única carga”, acrescenta Christian Meunier.  

O início da produção do Wagoneer totalmente elétrico também fica para 2024, porém no início de 2023 a Jeep já vai aceitar os primeiros pedidos da novidade. 

Jeep Recon
Jeep Recon
Imagem: Divulgação

Brasil  

Para nosso mercado, a Jeep salienta que iniciou sua estratégia de eletrificação com o Compass 4xe, opção híbrida plug-in do SUV importada da Itália a partir de abril deste ano.  

A Jeep acrescenta que “um segundo modelo 4xe chegará em breve ao país”, provavelmente uma referência ao Renegade 4xe

Questionada pelo AUTOO sobre a possibilidade da oferta de algumas das três novidades puramente elétricas reveladas nesta quinta-feira, a Jeep respondeu que os produtos inéditos “poderão ser comercializados em todas as regiões em que atua no futuro”, sem entrar em mais detalhes. 

A marca reforça que está “atenta e trabalhando para oferecer no Brasil e na América do Sul produtos que estejam em linha com as características dos nossos mercados”. 

Jeep Wagoneer S
Jeep Wagoneer S
Imagem: Divulgação

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções