Previstos para o Brasil, Renegade e Compass 4xe podem percorrer 50 km só com eletricidade

Com a dupla, marca norte-americana vai entrar no promissor segmento de SUVs híbridos
Jeep Compass 4xe e Renegade 4xe

Jeep Compass 4xe e Renegade 4xe | Imagem: Divulgação

revelados na Europa e confirmados para o Brasil há um bom tempo, a Fiat Chrysler revelou nesta segunda-feira (20) mais detalhes do Compass e do Renegade na inédita configuração 4xe, como será chamada a variante híbrida plug-in dos dois modelos.

Segundo a Jeep, a novidade une o motor 1.3 turbo a gasolina com outros dois propulsores elétricos, um deles ao lado do motor térmico na dianteira e outro instalado no eixo traseiro para garantir tração integral tanto ao Renegade quanto ao Compass 4xe.

A Jeep adianta que a nova combinação mecânica resultará em “respostas e acelerações suaves”, com a vantagem da “extrema precisão” para o controle de torque em situações off-road que o motor elétrico vai proporcionar.

De acordo com a fabricante, como a transferência de torque para as rodas traseiras dispensa o uso de um eixo cardã convencional, esse controle independente da força que chega a cada uma das quatro rodas é muito mais efetivo do que o realizado de forma mecânica, além da tração para as rodas traseiras ocorrer de forma imediata quando necessária. Integrando o conjunto também está uma nova transmissão automática de 6 marchas.

Por meio do Jeep Selec-Terrain, o motorista poderá escolher entre cinco modos de condução (Auto, Sport, Snow [neve], Sand/Mud [areia/lama] e Rock). A dupla híbrida plug-in conta ainda com a função 4WD Lock, que confere tração integral aos SUVs a todo momento fazendo com que o motor elétrico opere ininterruptamente. Essa função opera em velocidades até 15 km/h. Acima disso, detalha a Jeep, a tração passa a ser integral sob demanda.

Se o nível da bateria principal do sistema estiver baixo, a Jeep criou uma solução chamada “Powerlooping”. Quando ela é ativada, o motor elétrico dianteiro, que está mecanicamente ligado ao 1.3 turbo, gera uma corrente de alta voltagem para garantir o funcionamento do motor elétrico traseiro, mantendo assim a operação do sistema 4x4.

As versões eletrificadas de Renegade e Compass também oferecem a função 4WD Low, que simula uma reduzida liberando o máximo de potência e torque do conjunto, o que ajuda a passar por trechos de areia ou rochas.

O conjunto híbrido plug-in vai entregar até 192 cv de potência combinada na versão 4xe Limited, valor que sobe para 243 cv nas variantes 4xe Trailhawk e 4xe S tanto do Renegade quanto do Compass. A Jeep explica que só o motor elétrico posicionado no eixo traseiro é responsável por 60 cv e pouco mais de 25 kgfm de torque.

Com uma bateria de 11,4 kWh, os dois híbridos plug-in contarão com uma autonomia em modo elétrico na casa de 50 km, suprindo grande parte das necessidades de uso diário sem consumir uma gota sequer de combustível. A recarga da bateria pode ser feita por meio de um cabo convencional que já sai de fábrica com o carro ou por meio de um carregador do tipo wall box. Rodando apenas com os motores elétricos, os SUVs alcançam uma velocidade máxima de 130 km/h.

No modo híbrido, a velocidade máxima pode chegar a 200 km/h acompanhada por uma aceleração de 0 a 100 km/h em rápidos 7,5 segundos. O consumo médio declarado pela Jeep gravita na casa de excelentes 50 km/l quando todos os motores estão operando. A Jeep destaca que a colocação da bateria para o sistema híbrido bem como o motor elétrico no eixo traseiro não alterou o volume disponível para bagagens no porta-malas, o que é algo importante.

Tudo isso, contudo, deverá ter um custo que poderá ser alto quando a dupla chegar aqui no Brasil. Além do conjunto mecânico sofisticado, as variantes eletrificadas de Compass e Renegade poderão receber um alto nível de equipamentos, com destaque para o assistente de estacionamento, alerta de pontos cegos, alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, entre outros também já oferecidos no Compass nacional. 

Considerando que hoje um Toyota RAV4 híbrido, que utiliza um sistema convencional sem recarga externa, custa entre R$ 217.990 e R$ 239.990 em seu catálogo topo de linha SX Connect Hybrid, podemos dizer que são valores bem próximos aos que podem ser praticados para o Compass 4xe por aqui. O Renegade 4xe, por sua vez, poderá ser ligeiramente mais acessível. A previsão é que ao menos um dos dois modelos eletrificados deverá ser lançado aqui no Brasil ainda neste ano. Algo a ser confirmado, contudo, após os impactos da pandemia da Covid-19 na economia do país e no mercado como um todo.