Jeep começa a vender o novo Wrangler no Brasil

Modelo chega com motor 2.0 turbo e parte de R$ 259.990; confira mais detalhes
Jeep Wrangler 2019

Jeep Wrangler 2019 | Imagem: Divulgação

O dia 4/4 é muito importante para a Jeep, pois marca o Dia Internacional do 4x4 foi justamente ontem que a montadora apresentou novos produtos para o mercado brasileiro, como o Jeep Renegade Willys e a nova geração do Wrangler. O Willys chega como série especial limitada a 250 unidades e é baseada na versão Trailhawk que é a que tem maior capacidade de toda a gama Renegade. O modelo custa R$ 146.990 e já está em pré-venda desde o começo de março, bastando entrar no site da montadora e dar um sinal de R$ 5.000.

O Jeep Willys tem motor 2.0 turbo de 170 cv e tração nas quatro rodas, com modos para areia, lama, pedra e um automático, deixando o veículo decidir qual a melhor opção para cada terreno. Essa versão limitada do Renegade tem rodas de 17 polegadas escurecidas, além de retrovisores, grade frontal e teto removível também na cor preta. Os adesivos da lateral e capô são parte do visual retrô do modelo. No interior há uma placa no painel que indica o número da unidade Willys fabricada, até o 250, e o cliente pode escolher quais algarismos quer no seu Renegade.

Outro lançamento importante foi o Wrangler, veículo com maior capacidade off-road da marca no Brasil e que custa R$ 259.990 na versão duas portas e R$ 274.990 na 4 portas. Ambas são equipadas com motor 2.0 turbo de quatro cilindros em linha que rende 272 cv e 40,8 kgfm de torque.

O Wrangler tem carroceria mais leve (100 kg) devido ao uso de aço de alta resistência e alumínio na carroceria. As portas e teto são removíveis, dando aquele toque aventureiro ao modelo. O para-brisa, que é rebatível, ficou mais fácil de ser desmontado, com apenas 4 parafusos (no modelo anterior era necessário tirar 20 parafusos).

Ontem também foi apresentada a versão Rubicon, o mesmo nome de uma das trilhas mais difíceis nos Estados Unidos. O modelo e 5 cm mais alto, tem tração nas 4x4 com barra estabilizadora que desconecta para poder ultrapassar os piores obstáculos e diferenciais com bloqueio eletrônico. Essa unidade só chega no segundo semestre e deve custar mais de R$ 300.000.

Os bons resultados da marca Jeep no Brasil foram o maior motivo de celebração no dia 4x4. A divisão do Brasil obteve o seu melhor resultado de mercado no mundo, com 24,9% de participação no segmento de SUVs, emplacando o primeiro lugar com Renegade e segundo com Compass entre os mais vendidos. Isso quer dizer que a cada quatro utilitários vendidos, um é Jeep. No fechamento de 2018 a participação de mercado da americana foi de 20,6% entre os SUVs. “É uma enorme satisfação conseguirmos mais esses resultados tão expressivos em relativamente pouco tempo, pois o Polo Automotivo Jeep, que mudou nossa história no país, foi inaugurado há somente 4 anos”, declarou Tania Silvestri, diretora da Jeep para América Latina.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!