Justiça alemã dá sinal verde para banir carros a diesel das ruas

Decisão ocorre após conflito judicial envolvendo cidades e grupo que atua em defesa do meio-ambiente
Bandeira Alemanha

Bandeira Alemanha | Imagem: Divulgação

Uma importante decisão tomada pela justiça alemã promete trazer grandes impactos não só para o país, que é o principal mercado automotivo da Europa, como também para os países vizinhos.

O Tribunal Constitucional Federal da Alemanha decidiu autorizar as cidades do país que assim desejarem a banir das ruas os carros a diesel que apresentem alto índice de emissões de poluentes.

O assunto tornou-se o centro de uma polêmica no país em especial após o grupo Volkswagen admitir, em 2015, que usava um software para manipular o nível de emissões de veículos a diesel. Atualmente, na Alemanha, existe uma frota de 15 milhões de veículos a diesel rodando no país, sendo que apenas 2,7 milhões desse total atendem às normas de emissões mais recentes, no caso a Euro 6, apontam dados da KBA.

O caso chegou até a mais alta corte alemã após cidades como Stuttgart e Dusseldorf apelarem para uma medida que impunha a proibição de carros a diesel nos locais em uma ação proposta pelo grupo ambiental DUH. De acordo com o Tribunal alemão, as proibições nas cidades em questão podem ser implementadas mesmo sem regras nacionais sobre o tema.

O processo movido pelo DUH ocorreu após a constatação de que cerca de 70 cidades alemãs extrapolam o limite de óxidos de nitrogênio (NOx) permitidos pela União Europeia. A administração da chanceler Angela Merkel é contrária ao banimento dos veículos a diesel, alegando que isso poderia causar uma irritação nos atuais proprietários de veículos com esse tipo de motorização e sobrecarregar o sistema de transporte público.

A venda de carros a diesel já estava em queda desde a deflagração do escândalo da Volkswagen e algumas cidades relevantes no cenário internacional, como Paris, Madri, Cidade do México e Atenas estudam banir a circulação de carros diesel em suas áreas centrais por volta de 2025. Copenhagen, por exemplo, já quer banir os carros diesel de seu perímetro urbano já em 2019.

O governo alemão já deu os primeiros passos para banir os carros a diesel de algumas rotas específicas e estuda até mesmo instituir a gratuidade do transporte público em cidades muito alto índice de poluição.

A indústria, por sua vez, também não quer ver os carros a diesel banidos de circulação e as principais marcas instaladas na Alemanha se ofereceram para revisar o software nos motores de 5,3 milhões de carros a diesel bem como oferecer bônus para a troca por modelos mais modernos. Os grupos ambientalistas, por sua vez, querem que as marcas coloquem nos veículos a diesel sistema de limpeza e controle de emissões mais eficientes, o que encarece o custo dos mesmos. Tudo leva a crer, portanto, que a indústria deverá mudar o foco para a eletrificação dos automóveis em um ritmo cada vez maior.
 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!