Kwid elétrico tem o preço revelado na Europa

Dacia Spring tem os valores vazados por meio do site húgaro da empresa. Total cai quase pela metade com incentivos locais
Acima o conceito Dacia Spring

Acima o conceito Dacia Spring | Imagem: Divulgação

Na última semana, a Dacia revelou ao mercado europeu o Spring. O modelo, baseado na arquitetura do Renault Kwid e sua variante elétrica chinesa K-ZE, será oferecido no Velho Continente como uma opção mais acessível para mobilidade elétrica. A única coisa que a subsidiária de baixo custo da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi não informou foi o preço.

No entanto, o site húgaro da Dacia postou recentemente os valores que serão cobrados naquele país para o Spring. Seu preço básico será de 6.490.000 florins húngaros, ou cerca de R$ 117,2 mil na conversão direta. O valor é equivalente a um Toyota Corolla intermediário e já é bem menor que os de modelos elétricos oferecidos por aqui, tabelados acima de R$ 140 mil. Porém, a Hungria oferece um extenso pacote de incentivos para elétricos e, após as isenções fiscais, o preço cai para 3.990.000 florins, o que seria equivalente a cerca de R$ 72 mil.

Saiba mais: SUV do Kwid, Renault Kiger é flagrado em testes

Assim como o chinês Renault City K-ZE, o Dacia Spring Electric conta com motor de 45 cv e 12,7 kgfm de torque, o que reforça sua aplicação para o uso na cidade. O modelo consegue alcançar 125 km/h de velocidade máxima e a autonomia fica em 295 km no ciclo urbano WLTP, o novo padrão global de testes. 

O elétrico da Dacia ainda contará com uma função Eco, que pode ampliar a autonomia em cerca de 10%, porém a potência máxima é reduzida para 31 cv e a velocidade máxima é de 100 km/h com a funcionalidade acionada. A recarga do Dacia Spring Electric leva 14h em uma tomada residencial de 220 V ou pode ser feita em 5h com um wallbox de 7,4 kW.

Acima o conceito Dacia Spring
Acima o conceito Dacia Spring
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!