Land Rover Defender ganha edição bizarra

Criação foi feita por um estúdio de design a pedido da marca britânica para comemorar os 65 anos do utilitário

Este Defender, que mais parece um carro alegórico, é uma edição especial para comemorar os 65 anos do utilitário. | Imagem: Divulgação

Não, este não é um carro alegórico, muito menos uma versão do Land Rover Defender para o carnaval de 2014. O jipinho coberto de parafernálias é uma edição especial - e única - feita pelo estúdio de design Studio Job a pedido da marca para comemorar os 65 anos do utilitário.

A versão, além de bem humorada é (muito) excêntrica. Em cima do capô foi colocado um grande chifre dourado, enquanto no lugar da grade agora existe uma enorme língua. Os retrovisores mais parecem quadros de tão grandes, já o para-lama traseiro esquerdo foi substituído por um toldo e ao invés de vidros convencionais, as janelas e para brisa receberam vitrais coloridos com motivos tribais africanos, além de mais um monte de bizarrices.

Defender 65 anos
Divulgação

Land Rover Defender depois que passou pelas mãos do Studio Job

O Studio Job é conhecido por desenvolver móveis e objetos ousados, no entanto, o curioso foi a Land Rover - conhecida pela robustez de seus veículos off-road - tê-los escolhido para criar esta edição de aniversário. O responsável pelo projeto, Job Smeets, acredita que dessa vez eles ultrapassaram os limites do que uma montadora já permitiu um artista fazer com seu produto. E concluiu: “Felizmente, a empresa foi muito mente aberta.”

Veja também: Land Rover nacional será modelo inédito

Não é a primeira vez que a marca britânica faz parcerias com o Studio Job. No início deste ano, o ateliê foi encarregado de criar uma coleção de miniaturas de bronze inspiradas no Evoque, que eram entregues para quem comprava o carro.

Segundo Marc Bienemann, diretor da Jaguar Land Rover, a única exigência feita para os artistas foi que o carro continuasse "dirigível", no mais, a equipe poderia abusar da imaginação. O Defender enfeirado funciona perfeitamente, mas com tantas coisas penduradas não deve ser possível ser muito longe. Enfim, funcionalidade nunca foi mesmo a grande preocupação dos estúdios de design.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!