Certamente a Renault não iria “gastar” três lançamentos relevantes no mesmo ano, porém, apesar de aguardarmos o novo Duster para o ano que vem, ao que tudo indica a história não será bem assim.

De acordo com reportagem publicada pelo UOL Carros no fim de semana, a Renault deverá mesmo apostar como grandes novidades para o próximo ano a linha 2020 de Sandero e Logan, com lançamento previsto para o segundo semestre de 2019, conforme relata o texto. 

Apesar da demora, conforme já era especulado nos bastidores há um bom tempo finalmente o sedã e o hatch compacto ganharão uma opção de câmbio automático mais interessante do que a caixa automatizada presente nas versões EasyR. A dupla, no caso, passará a contar com o mesmo conjunto mecânico formado pelo motor 1.6 SCe e a transmissão automática CVT que figura em modelos da aliança Renault-Nissan aqui no Brasil, como é o caso do Renault Captur intermediário e dos Nissan March e Versa.

Além da evolução no conjunto mecânico, tanto o hatch como o sedã serão atualizados visualmente. Como é possível ver nas imagens coletadas no Inpi (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), o facelift dos dois modelos deverá seguir um rumo diferente do adotado na Europa, mas não estão descartadas evoluções no campo da segurança, com a adoção de reforços estruturais para elevar a proteção dos passageiros em caso de colisão. Com isso, a Renault aposta em melhorias na mesma linha do que foi feito no Chevrolet Onix e no Ford Ka após relatarem falhas graves de segurança em avaliações do Latin NCAP.

Ainda de acordo com relato do UOL Carros, o facelift do Logan e do Sandero deverá acrescentar aos modelos a opção de airbags laterais e ampliar a oferta dos controles de tração e estabilidade.

Por fim, além de alguns avanços na parte interna, como é visto nos novos Logan e Sandero vendidos na Europa, a central multimídia atual dos dois modelos deverá ser atualizada, muito provavelmente passando a oferecer sistemas de espelhamento de smartphones Apple CarPlay e Android Auto.

Lançado em 2014 para a gama Sandero e Logan, o câmbio automatizado EasyR infelizmente é mais uma transmissão do tipo que “não pegou” no Brasil. Prova disso é que a Renault hoje em dia sequer oferece a caixa automatizada para o hatch e o sedã. Apesar do custo menor, o que é condizente com a proposta de baixo custo de Sandero e Logan, as transmissões automatizadas ficam devendo muito em conforto e suavidade de operação. Dessa forma, ao migrar para o câmbio CVT, a Renault toma uma decisão correta. 

 
 
Gama Dacia Logan e Sandero com o facelift que será revelado no Salão de Paris
 
Gama Dacia Logan e Sandero com o facelift que será revelado no Salão de Paris
Gama Dacia Logan e Sandero com o facelift que será revelado no Salão de Paris
Facelift para a gama Renault Sandero e Logan apresentado na Europa
 
Facelift para a gama Renault Sandero e Logan apresentado na Europa
Facelift para a gama Renault Sandero e Logan apresentado na Europa
Imagem antecipando o facelift para as linhas Logan e Sandero produzidos no Brasil
 
Imagem antecipando o facelift para as linhas Logan e Sandero produzidos no Brasil
Imagem antecipando o facelift para as linhas Logan e Sandero produzidos no Brasil
Imagem antecipando o facelift para as linhas Logan e Sandero produzidos no Brasil
 
Imagem antecipando o facelift para as linhas Logan e Sandero produzidos no Brasil
Imagem antecipando o facelift para as linhas Logan e Sandero produzidos no Brasil
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/