Amargando a (um tanto injusta) sétima e antepenúltima posição entre os hatches médios, com 7.635 emplacamentos entre janeiro e a primeira semana de outubro e, portanto, bem longe das 25.873 unidades vendidas do Hyundai i30, o líder da categoria (também um tanto injusto), o Peugeot 307 chega à linha 2011 mais equipado.

A versão de entrada, Presence, que já contava com direção hidráulica, ar-condicionado, computador de bordo, ABS, airbag duplo, entre outros itens, passa a oferecer rodas de liga leve de 15 polegadas, faróis de neblina, grade dianteira cromada e frisos de proteção lateral e dos para-choques na cor do veículo. Preço: R$ 52.800.

Já a Presence Pack, que até então oferecia limpador automático de para-brisa com sensor de chuva indexado à velocidade, espelho interno eletrocrômico, acendimento automático dos faróis e teto solar elétrico com fechamento automático na chave, ganhou a USB Box, com Bluetooth e Streaming, tecnologia que permite reprodução de músicas diretamente do celular para o áudio do carro (desde o celular tenha Bluetooth). Por essa versão, o cliente pagará R$ 55.850, ou R$ 62.100 se optar pelo câmbio automático de quatro marchas.

Por R$ 68.300, a topo de linha, Feline, também ganha a USB Box, que se junta aos demais equipamentos do carro, como ar-condicionado digital bizona, piloto automático e regulador de velocidade, retrovisores externos rebatíveis eletricamente e bancos em couro. A Peugeot equipa o 307 com motor 1.6 flex de até 113 cv (Presence), ou 2.0 flex, de até 151 cv (Feline).
Na semana passada, o 307 ganhou a série Millesim 200, limitada a 1.500 unidades.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Rodrigo Mora

|