Marcas francesas investem em SUVs pequenos para crescer

Peugeot lançará 2008 em 2014 e Renault pode ter novo Captur no Brasil

Renault Captur | Imagem: Divulgação

A saída é pela lama, ao menos para os fabricantes de veículos franceses. No Salão de Genebra, Renault e Peugeot apresentaram dois modelos mundiais que miram no ávido público dos países emergentes, o Captur e o 2008, ambos versões “SUV” dos seus compactos mais famosos, o Clio e o 208.

Nessa guerra, a Peugeot sai na frente por um motivo não muito nobre. A marca está em crise na Europa, com as vendas em queda no continente, apesar da boa receptividade do 208 por lá. O problema é que a fabricante ainda depende demais dos mercados locais, ao contrario de outras marcas, que avançaram em países em desenvolvimento.

Por isso, agora a Peugeot resolveu tirar o atraso e lançar seus produtos com pouca diferença de tempo no Brasil, por exemplo. O 208 chegará aqui menos de um ano depois da Europa. Já o jipinho 2008 está programado para o ano que vem, em tempo de enfrentar o EcoSport com interior mais sofisticado e itens mais exclusivos.

A Renault não passa por uma situação tão dramática quanto sua rival francesa, porém, também precisa se mexer para continuar entre as mais vendidas no Brasil. Além de renovar a dupla Logan e Sandero na virada de 2013 para 2014, a empresa planeja ter outro crossover no país, além do Duster.

Segundo adiantou a revista MotorShow, a ideia é lançar o Captur no Brasil, mas numa versão mais simples que usa a mesma base do Duster. Na prática, isso pouco significa para o cliente. Será um veículo com bastante equipamentos, visual mais urbano, porém, com motor, câmbio, suspensão e outros componentes compartilhados com o jipinho vendido desde 2011.

Se depender dessas marcas, o brasileiro terá muitas opções de utilitários esportivos pequenos.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!