Enquanto Mercedes e Audi deixam de produzir carros no Brasil, BMW aumenta capacidade

Grupo alemão anuncia elevação da capacidade produtiva em Araquari (SC)
BMW Série 3 2020

BMW Série 3 2020 | Imagem: Divulgação

Em meio a notícias nada agradáveis para o setor automotivo nacional após o encerramento das atividades de manufatura da Ford no Brasil, o segmento premium também passou por uma profunda revisão estratégica no país.

A Mercedes-Benz creditou à “atual situação do mercado brasileiro” sua decisão de fechar a fábrica em Iracemápolis, no interior de São Paulo, onde produzia o Classe C e o GLA. Neste ano, por sua vez, foi a Audi quem deixou de operar a linha de montagem que dividia com a Volkswagen em São José dos Pinhais (PR) com o fim da fabricação do A3 Sedan no local

Um fato alentador divulgado nesta terça-feira (2) ao menos sinaliza que nem todos estão desistindo de nosso mercado. Na contramão das decisões de Mercedes-Benz e Audi, a BMW anunciou hoje que vai aumentar em “aproximadamente 10% o volume de produção de sua fábrica em Araquari (SC). Ou seja, aproximadamente 10.000 unidades serão produzidas no país durante 2021”, revela a marca alemã em comunicado. 

O aumento de produção vem como forma de suprir o aumento de demanda do mercado brasileiro e apoiar nossa liderança no mercado premium nacional. Importante começar a retomar nossos volumes e otimizar nossas instalações em tempos tão desafiadores”, declarou Mathias Hofmann, diretor geral da fábrica de Araquari. 

De acordo com a empresa, cerca de 80% das vendas da marca bávara no Brasil são de modelos produzidos na unidade catarinense. Hoje são montados ali o BMW X1, X3 e X4, além do Série 3. 

Fábrica do BMW Group do Brasil em Araquari (SC)
Fábrica do BMW Group do Brasil em Araquari (SC)
Imagem: Divulgação