No Brasil em 2022? O que já sabemos sobre a Ford Maverick

Picape compacta-média terá porte e faixa de preço inspirados pela Fiat Toro
Projeção de Kleber Silva para a Ford Maverick baseada em flagra recente

Projeção de Kleber Silva para a Ford Maverick baseada em flagra recente | Imagem: Kleber Silva

Certamente uma notícia que mexeu com o universo automotivo ao longo do fim de semana foi a primeira imagem vazada da Ford Maverick com a dianteira totalmente “limpa”, sem qualquer camuflagem pesada que nos impedisse de constatar de uma vez por todas como será a parte frontal da picape.

Ao contrário do que algumas apostas sugeriam, a Ford não vai compartilhar a mesma dianteira do Bronco Sport na picape, conferindo ao modelo uma identidade própria dentro da gama. De qualquer, é bom que se diga, a plataforma da Maverick será a mesma do SUV, no caso a C2 provavelmente alongada e com alguns reforços estruturais para suportar mais peso na caçamba.  

Também até onde sabemos por meio de flagras nos EUA e por meio de informações da imprensa especializada local, a Maverick também deverá ser comercializada somente com opção de carroceria 4 portas. Fato é que a Ford deverá conferir à Maverick o apelo de uma picape muito mais voltada ao lazer e o uso urbano do que outros modelos de sua gama como a Ranger, por exemplo. É a mesma linha de raciocínio e proposta que encontramos na Fiat Toro, modelo que conquistou uma ótima aceitação no país.

Sob o capô da Maverick até o momento são quatro possibilidades especuladas pela imprensa norte-americana. Versões de entrada poderão contar com o motor 2.0 16V aspirado com injeção direta que figurava sob o capô do Focus vendido aqui. Já os catálogos intermediários e mais caros poderão oferecer como opções os propulsores 1.5 e 2.0 ambos da linha EcoBoost, portanto com turbo e injeção direta para maximizar a eficiência. A alternativa mais sofisticada que corre nos bastidores é um powertrain híbrido de configuração até agora não conhecida. Todos os motores deverão trabalhar com câmbio automático de 8 marchas e, além da tração dianteira para as versões mais baratas, a Ford deverá aplicar na picape um sistema de tração integral para as opções topo de linha.

A Ford Maverick deverá ser revelada de forma definitiva por volta da metade deste ano. Sua produção no México, na mesma planta de onde recebíamos o Fusion aqui no Brasil, certamente é um ótimo argumento para apostarmos com quase toda certeza que a Ford vai trazer a Maverick ao país. Beneficiada pelo acordo comercial que isenta tarifas de importação entre os dois países, a Maverick teria condições de chegar ao Brasil com um preço competitivo o suficiente para tornar-se uma forte rival para Fiat Toro, Renault Duster Oroch e, futuramente, o modelo que a Chevrolet prepara como sucessor da Montana e a Volkswagen Tarok.

Se a Ford vier a importar a Maverick ao país, a estreia provavelmente ficará para 2022. Se você gosta desse estilo de veículo e considera a compra de uma picape compacta-média, seguramente vale a pena esperar até lá caso o fator tempo não seja algo preponderante para você. Com um conjunto mecânico moderno e eficiente, além de um projeto sofisticado, a Maverick pode dar trabalho para a Toro. Vamos acompanhar!

Projeção atualizada de Kleber Silva para a inédita Ford Maverick
Projeção atualizada de Kleber Silva para a inédita Ford Maverick
Imagem: Kleber Silva
Assine a newsletter semanal do AUTOO!