Novos Azera e Santa Fe e facelift do Elantra estreiam no Brasil em 2019

Montadora também exibe no Salão de São Paulo protótipo que antecipa traços do próximo HB20
Hyundai Azera 2019

Hyundai Azera 2019 | Imagem: Autoo

Há 10 anos o Hyundai Azera deu o que falar aqui no Brasil ao oferecer a muitos clientes de sedãs médios a possibilidade de estacionar na garagem de casa, por um preço não muito mais alto, um modelo de porte bem maior e com um desejado motor V6. O design conservador, a cabine que abusava de apliques imitando madeira e o consumo elevado, não foram impedimentos para que o modelo ganhasse uma repercussão tão grande que dura até hoje no mercado de usados.

Passados alguns anos e algumas instabilidades políticas e econômicas no país, a Hyundai voltará a importar ao Brasil o sedã médio-grande. Em sua nova geração, o Azera retornará ao país com motor 3.0 V6 com injeção direta e câmbio automático de 8 marchas. O conjunto propulsor conta com 261 cv e 31 kgfm de torque.

Além do visual imponente, o novo Azera se destaca pelo alto nível tecnológico que vai entregar. Entre os equipamentos do modelo, destaque para os faróis full-LED, rodas de liga leve aro 19”, chave presencial, teto solar panorâmico, ar-condicionado automático digital com 2 zonas, central multimídia com tela de 8” e os assistentes de condução tais como alerta de ponto cego, monitoramento por câmeras 360º (sistema Around View Monitor – AVM), frenagem autônoma de emergência e controlador de velocidade adaptativo.

Outra novidade da Hyundai para 2019 é a nova geração do Santa Fe. O SUV grande será importado ao país em sua configuração 7 lugares com motorização 3.5 V6 de 280 cv e 34,3 kgfm de torque. O câmbio automático de 8 marchas e o sistema de tração integral AWD são de série no modelo.

Segundo a Hyundai, o vidro traseiro foi aumentado em mais de 40%, quando comparado com o seu antecessor. O novo Santa Fe também trará um bom nível de equipamentos, com destaque para a central multimídia com tela de 8” e conectividade com Apple Car e Android Auto além do sistema de som Infinity (composto por 4 alto falantes + 2 tweeters dianteiros + 2 alto falantes estéreo + 1 central + 1 subwoofer + 1 amplificador) e teto solar panorâmico com sistema antiesmagamento.

Completando o pacote de novidades em termos de produtos, o sedã médio Elantra também recebe um profundo facelift em sua linha 2019. Como principais mudanças podemos destacar o novo conjunto óptico frontal, nova grade dianteira com formar hexagonal (traço que podemos esperar em mais modelos da marca no futuro), capô com novas linhas que convergem e destacam o logotipo da Hyundai, novos faróis triangulares que invadem a grade frontal e para-choques revistos.

 

 

Nas laterais, destaque para as novas rodas de liga leve aro 16”, enquanto na parte traseira o sedã conta com novas lanternas de LED e o nome Elantra agora é estampado logo abaixo do logotipo da Hyundai na tampa do compartimento de bagagens.

Por dentro, o Elantra 2019 traz central multimídia com Apple CarPlay e Android Auto, volante multifuncional com aquecimento, chave presencial, detector de ponto cego nos retrovisores externos, carregamento de smartphones por indução, modo de seleção de condução (Normal, Eco, Sport e Smart), bancos dianteiros com aquecimento e resfriamento e bancos traseiros com aquecimento, sendo que o assento do motorista conta com ajustes elétricos e memória, ar-condicionado digital com 2 zonas, teto solar elétrico, sensor de chuva, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, abertura do porta-malas por sensor de aproximação (Smart Trunk), retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos com comando elétrico e repetidores das luzes de direção em LED.

Mecanicamente nada muda e o Hyundai Elantra 2019 segue equipado com o motor 2.0 flex de até 167 cv e 20,6 kgfm de torque com etanol. O câmbio é o automático de 6 marchas e o sedã recebe 5 anos de garantia.

Ainda no estande da Hyundai, a fabricante exibe o SAGA EV, protótipo de um crossover elétrico desenvolvido nos EUA. O modelo conta com propulsor elétrico de 204 cv e, graças a um robusto conjunto de baterias de 64 kWh, poderia entregar um alcance de cerca de 470 quilômetros.

O modelo não deixa de ser interessante pois, assim como o facelift do Elantra, nos antecipa muitos elementos de design que irão nortear a atualização do HB20 brasileiro. Por isso, é bom ficarmos atentos a detalhes como os faróis triangulares e a grade frontal bem destacada.

Outra novidade, um “exercício de design”, é o Creta Diamond. O estudo mostra alguns equipamentos que o Creta pode receber em breve, como o teto solar panorâmico, por exemplo, e as rodas de liga leve aro 19”. Apesar da bonita cor Azul Deep Dive perolizada criada especialmente para o projeto, o interior tem um gosto um pouco duvidoso ao mesclar as tonalidades marfim, caramelo e marrom. Os bancos revestidos de material sintético de microfibra nas cores marfim e caramelo estilizado com perfurações em matelassê e em formato de diamante, contudo, agradam bastante.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!