Opinião: automático e por menos de R$ 80 mil, Creta Action traz preço convidativo, mas escolha exige cautela

Versão automática de entrada do SUV inaugurou a linha 2021 do Hyundai
Hyundai Creta 2021

Hyundai Creta 2021 | Imagem: Divulgação

Seja pela força que a marca construiu ao longo dos anos no Brasil ou pelo bom conjunto que entrega, o Hyundai Creta conquistou uma boa parte do público interessado em SUVs compactos. Atributos como os cinco anos de garantia, o rodar sólido e confortável, o bom espaço interno e o amplo porta-malas figuram como pontos fortes do modelo. Na parte mecânica, o Creta só fica devendo mesmo alguma opção de motor e câmbio mais eficiente, em especial quando o comparamos com rivais que já utilizam propulsores turbo.

Na semana passada, uma notícia importante envolvendo o modelo foi divulgada pela Hyundai, no caso a estreia da linha 2021 do Creta com a nova versão 1.6 Action e um reposicionamento de preço para o Creta Attitude de entrada, que conta com motor 1.6 e câmbio manual.

A nova opção Action certamente chama a atenção pelo preço sugerido de R$ 79.990, porém a sua escolha requer um certo cuidado e atenção. Seu principal destaque fica por conta da presença do câmbio automático, tipo de transmissão que é a mais procurada hoje em dia no segmento, porém, para conseguir o preço mais competitivo, o Creta Action abre mão de recursos que podem comprometer sua liquidez (facilidade de revenda) no futuro.

Interior do novo Hyundai Creta Action 2021
Interior do novo Hyundai Creta Action 2021
Imagem: Divulgação

Estamos falando, por exemplo, da falta de central multimídia, recurso que melhora muito a conectividade em qualquer automóvel e está se tornando um item quase indispensável em um carro novo hoje em dia. Graças a sistemas de espelhamento como o Android Auto e o Apple CarPlay, as centrais multimídia conferem não só praticidade no convívio com o automóvel, bem como aprimoram a segurança ao volante ao permitir a execução de várias tarefas com comandos por voz, além de exibir na tela ao centro do painel as imagens do seu aplicativo de navegação preferido, entre outros, tornando a condução mais fácil. Ao menos o Creta Action oferece rádio com Bluetooth de série, que pode ser operado por meio de controles no volante.

O Creta Action também não sai de fábrica com start-stop, tecnologia que desliga o motor quando o carro encontra-se parado e colabora para uma sensível redução no consumo urbano. Aliás, desempenho e baixo consumo, como mencionamos no início do texto, não são os fortes do Creta 1.6 automático, sendo que o uso de combustível torna-se ainda maior sem a ajuda do start-stop presente nas demais versões. Ainda na lista de itens cada vez mais desejados pelos consumidores e ausentes no Creta Action podemos citar a falta do sensor de estacionamento e câmera de ré.

De qualquer forma, a nova opção automática de entrada do Creta ainda oferece alguns recursos importantes como o piloto automático, controles de tração e estabilidade, alarme perimétrico, rodas de liga leve aro 16”, apenas elencando os principais recursos.

Logo, só vale a pena você optar pelo Creta Action se está em busca do menor preço possível em um SUV compacto automático e não faz questão de muitos equipamentos de conforto e tecnologia. Na mesma linha, também não faz sentido você optar por um Creta Action para equipá-lo posteriormente, com isso gastando muito mais em acessórios. Nesse caso, é melhor partir de vez para versões mais completas do modelo e de liquidez superior no longo prazo. 

Gravitando na faixa de R$ 80 mil, uma alternativa ao Creta Action hoje em dia é o Ford EcoSport na opção SE 1.5 automática. O SUV nessa configuração é tabelado em R$ 81.690 e conta com central multimídia e todos os demais recursos oferecidos no Creta Action. O Ford, entretanto, tem uma cabine e porta-malas menores em relação ao Creta, porém seu motor 1.5 tricilíndrico atuando com o câmbio automático 6 marchas é mais eficiente.

Hyundai Creta 2020
Hyundai Creta 2021
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!