Phanton Hearse é rabecão de alto luxo

Modelo da Rolls-Royce alterado por empresa especializada preserva motor 6.7 V12 de 460 cv da versão civil

Rolls-Royce Phanton Hearse B12 | Imagem: Divulgação

Conhecida por fabricar carros de alto luxo com um clássico toque retrô, a Rolls-Royce teve um dos seus modelos mais conhecido, o Phanton, transformado em carro fúnebre. E, cá entre nós, a escolhida não poderia ter sido melhor. O nome do carro em inglês significa "fantasma", possui um design um tanto sombrio e as portas são do tipo suicida.

A transformação do sedã em "rabecão" foi feita pela Biemme Special Cars. A empresa, que batizou o modelo de Hearse B12, é especializada nesse tipo de alteração e, nesse caso, utilizou cerca de 200 metros de solda para fazer o carro atingir 7 metros de comprimento.

Na parte destinada a carregar o caixão, o carro fúnebre de alto luxo recebeu tratamento à altura, com partes de platina no revestimento e iluminação especial. Debaixo do capô está o mesmo conjunto mecânico encontrado no modelo comum, com o motor 6.7 V12 de 460 cv que trabalha em conjunto com uma caixa de transmissão automática de seis velocidades.

Além disso, todos os itens encontrados no Phanton civil também estão no Hearse B12. O modelo será apresentado na feira internacional Tanexpo, evento especializado em arte fúnebre, que será realizado na Bolonha (Itália), neste mês.

Leia também: Rolls-Royce vende todos modelos comemorativos na China

O preço pedido pelo modelo é de 500 mil euros (aproximadamente R$ 1,2 milhão). E aí, quem quer dar uma voltinha com o fantasma?

Assine a newsletter semanal do AUTOO!