Por R$ 40 mil: Chevrolet Spin usada é opção tamanho família também na economia

Modelo traz vantagens para quem busca espaço interno de minivan custando menos que carro popular usado
Chevrolet Spin 2023

Chevrolet Spin 2023 | Imagem: Divulgação

A Chevrolet Spin foi lançada em 2012 para substituir numa tacada só a dupla Meriva e Zafira. Entre as opções, havia a LT, com capacidade para cinco passageiros e a topo de linha LTZ disponível para acomodar até sete passageiros, tal como em todas as versões da Zafira.

VEJA TAMBÉM:

A motorização era a mesma para ambas e que vinha do Fiat Stilo; no caso a 1.8 8V de 108 cv quando abastecida com etanol e 106 cv na gasolina. Associada a esta usina de força, há duas opções de transmissão, manual de cinco marchas ou automática de seis velocidades.

Apesar do visual controverso, a minivan da Chevrolet até hoje traz boas vantagens. Uma delas é o porta-malas que com sete ocupantes, a capacidade de carga é de 162 litros.  Com cinco, salta para 710 litros, podendo chegar até 1.668 litros, com os bancos da fileira central rebatidos. 

Chevrolet Spin 2021
Chevrolet Spin tem bastante espaço para até 7 ocupantes nas versões mais equipadas, inclusive no porta-malas
Imagem: Divulgação

Outro benefício está no bom nível de equipamentos, pois desde a opção de entrada LT, já traz ar-condicionado, direção hidráulica, ABS, EBD, dois airbags, vidros e travas elétricas, ajuste de altura do banco do motorista e do volante, mas rodas de alumínio de 15 polegadas, rádio CD Player, MP3 e Bluetooth, transmissão automática de seis marchas e controle automático de velocidade - vulgo piloto automático - eram opcionais. Já a LTZ, além da terceira fileira de bancos integrada, traz: rack de teto, computador de bordo, sensor de estacionamento e controles no volante. De opcional, podia ser pedido com transmissão automática de seis marchas e com controle automático de velocidade.

Em meados de 2018 veio a versão aventureira Activ com para-choques, molduras e saias laterais, rodas de 16 polegadas, rack de teto e estepe na tampa traseira, exclusivos dessa opção. O interior também foi personalizado com revestimento especial e desenho que remete ao montanhismo. Entre os equipamentos, destaque para o sistema multimídia Chevrolet MyLink com tela touch screen de sete polegadas e Bluetooth, que permite parear músicas, fotos, vídeos, além de acessar aplicativos, por meio do smartphone. 

A partir de 2018, essa opção passou a contar com 7 passageiros, mas antes disso, toda a linha 2017 teve a potência ampliada do motor 1.8 para 111/106 cv, mudanças que vieram junto com uma leve reestilização em toda a gama. Além disso, ganhou direção elétrica, sistema OnStar que oferece serviços de Emergência, Segurança, Navegação, Concierge e Conectividade e grade ativa do radiador que abre e fecha automaticamente de acordo com as condições de velocidade do veículo e necessidade de refrigeração do motor. 

Para os anos seguintes, poucas mudanças tais como a troca da LTZ para Premier na linha 2020, extinção da grade ativa, e inclusão do controle eletrônico de estabilidade (2021), câmbio automático para a LS (2022) e o retorno da LTZ (2023).

PONTOS QUE MERECEM ATENÇÃO

Chevrolet Spin 2023
Intettior tem mostrador digital, mas a central multimídia ainda não segue o novo padrão de Onix e outros modelos da GM
Imagem: Divulgação
  • Frente baixa

A Spin tem a frente bem baixa e, por conta disso, vale olhar por baixo do carro e ver se o para-choque não apresenta trincas. Um novo original chegamos a ver no site do Mercado Livre por R$600. Essa característica do carro ainda pode ser mais agravada se o antigo dono não foi cuidadoso a ponto de afetar o cárter. Se o carro não tiver o acessório, vale a pena instalar. Só a peça original confeccionada em aço tem o custo médio de R$510 e nem sempre apresenta a mesma proteção a de um paralelo que sai, em média, a R$165.

  • Câmbio automático defeituoso

No site Reclame Aqui, encontramos inúmeras reclamações quanto ao câmbio automático da Spin que costuma dar problemas. Em 2022, um cliente, inclusive, relatou que a concessionária alegou defeito no conjunto do módulo do câmbio de sua Spin 2019, sendo o seu reparo orçado em R$10.618,29. Vale destacar que a garantia de três anos já havia sido expirada.

  • Barulho na suspensão dianteira

Assim como acontece com a linha Cobalt, não são poucas as reclamações envolvendo o conjunto da suspensão dianteira, sendo que a maior queixa são os barulhos, como se tivesse algo batendo. O problema pode estar nas folgas das bieletas da barra estabilizadora. Um dos casos relatados no site Reclame Aqui ocorreu em 2013 com um cliente do Rio de Janeiro. A sua Spin LTZ 2012 começou a bater a suspensão com apenas 14 mil km e ter completado um ano de uso.

  • Barulho da direção hidráulica

Conforme relatos de donos e associados ao Spin Clube do Brasil, há inúmeros casos envolvendo problemas de barulhos vindos da caixa da direção hidráulica sempre que vira o volante para a direita ou esquerda. Depois de inúmeras tentativas de resolver o problema, um dos casos só foi solucionado com a troca da bomba e da direção hidráulica. Fizemos uma cotação dessas duas peças e a primeira tem um custo de R$561,05 e a segunda não sai por menos de R$3.384,47, ambas cotadas na autorizada Accioly GM.

  • Recalls

Como todo carro usado, é preciso ficar atento se a unidade em vista já passou pelo recall. Com o número do chassi da Spin, verifique se já foi efetuado os serviços de: troca do pedal do freio, filtro de combustível, parafusos de fixação do conjunto motor-transmissão, tanque de combustível, mangueira do tanque, além de instalação de borracha de vedação da grade próxima ao para-brisa (popularmente conhecida como grade “churrasqueira”) e adição de isolante nos terminais de relê. Na dúvida, ligue para o 0800-702-4200, entre em contato através do WhatsApp (11) 99882-8157, ou ainda pelo site.

MELHORES E PIORES UNIDADES PARA COMPRAR 

Apesar de parecer meio óbvio, a versatilidade da Spin com capacidade para cinco ou sete passageiros vai depender do tamanho da sua família. Caso opte pela versão com sete passageiros, lembre-se que o porta-malas fica restrito a apenas 162 litros, por conta dos dois lugares extras. Já a opção para cinco passageiros conta com porta-malas de 710 litros. Com o rebatimento dos bancos de passageiros, a capacidade para bagagem sobe a 1.668 litros.

Ambas as configurações podem ser oferecidas com a caixa de transmissão manual de cinco marchas ou automática de seis velocidades. A automática costuma não ser muito bem-vinda pelos inúmeros problemas, além de consumir ainda mais combustível e demandar mais manutenção. Nos principais sites de classificados, o valor médio encontrado foi de R$50 mil. Nesse caso, a dica é optar pela manual, porém a partir do modelo 2014 o qual passou por melhorias que resultaram em menos esforço durante as trocas de marcha. Essas unidades costumam ter o preço médio de R$45 mil. 

Siga o AUTOO nas redes: Instagram | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

Chevrolet Spin 2023

Chevrolet Spin 2023

Recomendados por AUTOO

Youtube
Nova Chevrolet Spin 2025

Nova Chevrolet Spin 2025

Minivan renovada quer fazer frente aos quase SUVs do mercado
Aviação
Argentina terá caças F-16

Argentina terá caças F-16

Jato supersônico é rival do Saab Gripen, da Força Aérea Brasileira. Veja quantos aviões nossos vizinhos compraram
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!