Como é comum na indústria automotiva, a partir do momento em que um novo carro é lançado sua próxima geração já começa a ser pensada no dia seguinte, comentam os executivos do setor.

Em um carro bem-sucedido com é o caso do Hyundai Creta, que somou ótimos números de venda no Brasil desde o lançamento e em demais mercados como a Índia, a montadora sul-coreana já avança na próxima geração do SUV compacto.

Segundo as primeiras informações que começam a emergir pela internet mundo a fora, é esperada que a nova geração do Hyundai Creta seja revelada em 2021. A data em questão faz sentido uma vez que o SUV já é comercializado desde 2014 em alguns mercados e dessa forma respeitaria o intervalo padrão de seis a sete anos adotado pela maioria das fabricantes globais para o período de renovação de seus automóveis.

Em especial para atender uma especificidade do mercado indiano, é bem possível que a segunda geração do Hyundai Creta, também conhecido como ix25 em alguns países, conte com uma opção 7 lugares. Segundo alguns veículos da mídia especializada indiana, a Hyundai constatou uma demanda no mercado em questão para modelos com essa disposição de assentos e a Hyundai promete investir na categoria.

Vale destacar que aqui no Brasil também estamos carentes de opções de modelos 7 lugares com preços abaixo ou não muito além de R$ 100.000, algo que um eventual Creta 7 lugares atenderia muito bem. Outro que deverá entrar nessa seara é o Renault Duster, com uma eventual opção 7 lugares baseada na geração mais recente do modelo. Chamada de “Grand Duster” nos bastidores, ela ainda não tem um futuro muito claro para o mercado brasileiro já que dependende de análises da subsidiária brasileira. 

Com exigências em termos de emissões cada vez mais severas, é certo que a segunda geração do Creta deverá ser equipada com conjuntos mecânicos mais eficientes. Opções como o 1.0 e o 1.6, ambos com turbo e injeção direta de combustível, deverão figurar como opções. Vale a pena lembrar que no segundo semestre deste ano veremos a estreia do Volkswagen T-Cross nacional, que certamente oferecerá o propulsor 1.0 TSI como opção para algumas de suas versões. 

Em termos de design, as projeções iniciais feitas pelo designer Kleber Silva nos mostram alguns traços que já sabemos que irão figurar no novo Creta, como a grade dianteira no formato “cascading grille”. A peça com a linguagem de design em questão estará presente na próxima geração do Veloster dentre outras novidades da Hyundai.

Fora isso, podemos esperar que o Creta mantenha a mesma proposta de bom espaço interno e porta-malas na casa dos 450 litros ou até um pouco mais, realçando a versatilidade e a aptidão do modelo para o uso familiar. Essas são características que distinguem o Creta de modelos mais “europeizados” como o Kona, onde o itens como o design, acabamento e eletrônica a bordo são mais valorizados, porém também elevam o preço do carro na mesma medida. 

Ainda teremos um bom tempo com o Creta atual nas concessionárias brasileiras, pelo menos algo em torno de cinco anos já que o modelo foi lançado aqui somente em 2016, mas certamente a próxima geração do SUV compacto será um modelo muito interessante.  

 
 
Projeção artística da segunda geração do Hyundai Creta realizada pelo designer Kleber Silva
 
Projeção artística da segunda geração do Hyundai Creta realizada pelo designer Kleber Silva
Projeção artística da segunda geração do Hyundai Creta realizada pelo designer Kleber Silva
Projeção artística da segunda geração do Hyundai Creta realizada pelo designer Kleber Silva
 
Projeção artística da segunda geração do Hyundai Creta realizada pelo designer Kleber Silva
Projeção artística da segunda geração do Hyundai Creta realizada pelo designer Kleber Silva
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |