Próxima geração do Fiat Mobi pode garantir sobrevida aos carros de entrada

Ao lado do Renault Kwid, subcompacto da Fiat é um dos veículos mais baratos do Brasil
Sugestão de Kleber Silva para o novo Mobi usando como referência projetos recentes da Fiat

Sugestão de Kleber Silva para o novo Mobi usando como referência projetos recentes da Fiat | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

É fato que ao longo dos últimos anos está ocorrendo um saudável processo de amadurecimento do mercado brasileiro, com os consumidores priorizando cada vez mais automóveis seguros e com nível de equipamentos superior. Hoje em dia, por exemplo, ar-condicionado e direção assistida já viraram “obrigatórios” nos carros novos em qualquer segmento. 

Essa bem-vinda evolução certamente favoreceu as vendas de automóveis mais caros, porém produtos como o Fiat Mobi e o Renault Kwid seguem relevantes no ranking de vendas. 

O Fiat, por exemplo, encerrou o primeiro trimestre deste ano como o 6º automóvel mais vendido no Brasil, enquanto o Renault aproveitou o lançamento da linha 2023 para estrear uma renovação estética e ir ao encontro das novas demandas do público. 

Apesar do segmento de Mobi e Kwid não ser dos mais rentáveis para as fabricantes, esses modelos ainda podem contar com um futuro garantido uma vez que seus preços acessíveis os tornam ótimas opções como o segundo carro da família ou o primeiro automóvel 0 km para muitas pessoas, isso sem falar em frotistas e empresas que necessitam de veículos baratos para as necessidades de deslocamento dos seus colaboradores. 

Novo Mobi 

Há cerca de quatro anos, quando a Stellantis sequer era cogitada, o Autos Segredos noticiou detalhes sobre o “Fiat Plan”, entrando em detalhes sobre o que a FCA tinha nos planos para estruturar a gama da marca italiana no longo prazo. 

Salvo alterações que certamente deverão ter ocorrido desde 2018 até agora – em especial por conta de todos os impactos da pandemia – o calendário de novidades da FCA contemplava a nova geração do Fiat Mobi para estrear ao longo de 2024. 

Cruzando referências com modelos e protótipos mais recentes da Fiat, o designer Kleber Silva preparou uma projeção buscando antecipar como a marca poderia atualizar o visual do seu hatch de entrada. 

Considerando que o Renault Kwid 2023 passou a entregar um bom pacote de melhorias a partir deste ano, é natural esperarmos que a Fiat não deixe o Mobi defasado em relação ao principal concorrente. 

Renault Kwid 2023
Renault Kwid: principal concorrente do Mobi foi atualizado neste ano
Imagem: Divulgação

Para evitar encarecer demais o projeto, é muito provável que a Fiat não faça alterações profundas para a próxima geração do Mobi, preservando a plataforma atual, porém revendo amplamente o design do hatch. 

Na mesma linha, é provável que a mecânica do Mobi atual seja mantida para a próxima geração, salvo aprimoramentos pontuais em busca de aprimoramentos na eficiência do modelo. 

Atualmente o Fiat Mobi parte de R$ 61.990 em sua versão de entrada Like, valor semelhante ao do Kwid Zen (R$ 61.090), porém o Renault tem uma enorme vantagem de oferecer os controles de tração e estabilidade de série, além de 4 airbags. Para que o Mobi Like conte com ESP, é necessário adquirir um pacote opcional de R$ 700. 

Tanto o Mobi Like quanto o Mobi Trekking contam somente com a opção do motor 1.0 8V Evo sob o capô, o qual entrega até 74 cv e 9,7 kgfm de torque, ambos com etanol, na linha 2023.

Fiat Mobi 2023
Acima o Fiat Mobi 2023 atualmente comercializado 
Imagem: Divulgação