Após fazer muito suspense para a divulgação da novidade, a Renault revela nesta quarta-feira (19) o Triber, uma interessante derivação do projeto do Kwid e, a princípio, destinada apenas ao mercado indiano.

A novidade, segundo destaca a Renault, visa complementar a linha da marca no país asiático, hoje composta pelo Kwid, Captur e Duster, portanto bem similar ao que a marca também oferece hoje no Brasil. O foco da Renault na Índia é facilmente entendido, uma vez que o país está demonstrando um forte crescimento em sua indústria automotiva e a marca espera dobrar suas vendas por lá para cerca de 200 mil unidades/ano. Produzido em Chennai, as vendas do Triber na Índia começarão no segundo semestre deste ano.

Com uma proposta muito interessante, Triber conta com exatos 3,99 m de comprimento, 1,73 m de largura, 1,66 m de altura e o entre-eixos é de 2,63 m. Um ponto muito relevante do Triber vai para as três fileiras de assentos, um grande feito dos times de engenharia e design da marca francesa para conseguir colocar 7 lugares em uma carroceria compacta como é o caso. Com 200 mm de espaço para as pernas dos passageiros da segunda fileira, a Renault cita que o Triber pode acomodar seus 7 passageiros com conforto.

Com apenas 5 pessoas, o porta-malas do Triber entrega espaço para excelentes 625 litros de bagagem. Com 6 passageiros, o volume fica em 320 litros, o mesmo que um hatch compacto é capaz de entregar. Com a lotação máxima do carro, ainda é possível acomodar 87 litros de bagagem no compartimento, suficiente para algumas mochilas.

Ao menos por enquanto, o Renault Triber chegará ao mercado indiano com motor 1.0 aspirado de 72 cv e 9,7 kgfm de torque, com a opção de câmbio manual de 5 marchas ou robotizado. Apesar da Renault não confirmar no momento, relatos da mídia especializada indiana apontam que o Triber deverá receber uma variante 1.0 turbo no curto prazo, o que poderá lhe render um desempenho bem melhor em especial quando carregado. O modelo pesa 947 kg e pode receber rodas aro 14” ou 15”.

Por dentro, como é possível ver nas imagens (clique na foto principal para acessar a galeria) e no vídeo abaixo, o Triber conta com uma cabine bem montada. O modelo recebe até painel de instrumentos digital – uma ousadia para um carro que promete preço competitivo – bem como conta com central multimídia de 8”. Chave presencial e partida por botão também figuram na lista de equipamentos do Triber mais sofisticado.

Com formas da carroceria bem interessantes e 18 cm de altura em relação ao solo, o que até chega a aproximar o Triber dos SUVs compactos, a novidade da Renault entrega uma concepção muito inteligente e racional, mirando o uso familiar ou quem precisa de mais espaço.

Procurada pelo Autoo, a Renault explicou previamente que o Triber não está previsto para o Brasil. É uma pena, uma vez que faltam no mercado brasileiro mais opções de carros 7 lugares abaixo de R$ 100 mil. Hoje em dia apenas o Chevrolet Spin enquadra-se nessa condição para quem deseja um modelo com câmbio automático. Vamos torcer para que, quem sabe, a Renault decida rever sua posição e possa investir para contarmos com o Triber por aqui. Seria uma adição mais do que bem-vinda.

 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/