Roubo de carros antigos aumenta em SP

O principal interesse dos criminosos são as peças originais, com alto valor de revenda

Volkswagen Fusca | Imagem: Volkswagen

Segundo dados do Governo do Estado de São Paulo, em 2011 o número de veículos roubados na região chegou a cerca de 184.200 casos, o que representa um aumento de 16% na comparação com 2010. Mas além de modelos do ano e automóveis semi-novos, os criminosos estão voltando seus olhos também para carros antigos, conforme pesquisa do Grupo Dekra, especialista em segurança antifurto – o quanto não foi especificado.

O orgão explica que o interesse dos ladrões por esse tipo de carro é o alto valor de revenda de suas peças originais, que já saíram de linha.

Por não possuírem tecnologias antifurto, tampouco capacidade para instalação de alarmes e rastreadores, o roubo desses veículos acaba facilitado. Não só isso, são poucas as empresas seguradoras que oferecem apólices para carros antigos. Segundo a entidade, os veículos clássicos mais visados são o Volkswagen Fusca, Chevrolet Opala e Ford Corcel, de preferência em bom estado de conservação.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!