Saab vai produzir mais 100 carros e fechar as portas

Marca sueca, que formalizou pedido falência em dezembro de 2011, deverá ser extinta este ano

Saab resiste em fechar | Imagem: divulgação

Parece que esse pode ser o último capítulo da sofrida novela Saab. Após ter entrado com um pedido de falência em um tribunal sueco em dezembro do ano passado, a marca anunciou essa semana que a fábrica localizada em Trollhättan, na Suécia, voltou a funcionar para terminar a montagem das últimas 100 unidades que ficaram paradas na linha de produção.

Colocada à venda pela GM em 2010, a maior parte das ações da fabricante sueca foi adquirida pela holandesa Spyker, que evitou sua extinção, tendo um destino diferente das marcas Pontiac e Saturn, que fecharam no mesmo ano.

Veja também: Dez notícias que queremos ouvir em 2012

Mas desde 2011 a montadora vem travando uma dura batalha para evitar o seu fim da linha. Depois de varias tentativas de venda, a marca parecia ter encontrado finalmente um comprador em novembro do ano passado, quando a Pang Da Automobile e a Youngman Lotus Automobile tentaram fechar um acordo com ela. A venda acabou sendo barrada pela antiga dona, a GM, porque os compradores – chineses – são concorrentes da SAIC, sua parceira naquele mercado.

A Saab completou 64 anos em 2011 e foi criada pela Saab AB, empresa que cria sistemas de defesa aeroespacial sediada na Suécia.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!