Sai o Black Shadow, entra o Mach 1: Ford Mustang de R$ 500 mil chega ao Brasil

Cupê passa a ser oferecido em nova versão com realce nos atributos técnicos
Ford Mustang 2021

Ford Mustang 2021 | Imagem: Divulgação

Uma das estreias prometidas para este ano pela Ford, o Mustang Mach 1 chega ao mercado brasileiro a partir desta sexta-feira (16). A nova configuração substitui o catálogo Black Shadow e terá preço sugerido de R$ 499.000, o qual pode variar dependendo do Estado devido à questões tributárias. É um avanço significativo em relação aos R$ 396.900 que a marca praticava para o Mustang Black Shadow no país, contudo a nova versão do cupê traz avanços significativos para aprimorar o desempenho e as respostas dinâmicas.

Na parte técnica, o Mustang Mach 1 conta com novas barras estabilizadoras de maior diâmetro (4% na dianteira e 8% na traseira), o conjunto de braços e buchas da suspensão traseira é mais rígido, além da nova opção do Mustang por aqui receber freios Brembo de alumínio com 15” e pastilhas otimizadas para o uso em pista. A suspensão adaptativa Magneride também conta com calibração própria para o Mustang Mach 1. 

Com uma proposta bem particular, o Mustang Mach 1 foi concebido para ser um automóvel tanto para o dia a dia, como também oferecer um conjunto plenamente adequado para quem quer se divertir em um autódromo. 

De outros catálogos famosos da gama Mustang, o Mach 1 conta com uma barra anti-torção e o sistema de indução de ar open air box presente no Mustang Bullitt. Já do Shelby GT 350 chegam o coletor de admissão, corpo de borboleta maior, sistema de arrefecimento do motor aprimorado e o radiador da transmissão. Do Shelby GT 500, por sua vez, o Mustang Mach 1 compartilha o escapamento, difusor traseiro e o sistema de arrefecimento do diferencial traseiro.

O motor segue o 5.0 V8, porém com 17 cv a mais (483 cv no total) obtidos com uma nova calibração. O torque é de 56,6 kgfm e a transmissão automática segue a caixa com 10 marchas, mas com alguns ajustes para realizar trocas mais rápidas. Segundo a Ford, o Mustang Mach 1 acelera de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos e tem velocidade máxima limitada eletronicamente em 250 km/h.

Em termos de estilo, o Mustang Mach 1 se diferencia das demais versões pelo para-choque pensado para otimizar o fluxo de ar e minimizar o arrasto, além de contar com uma grade dianteira exclusiva, que também ajuda a reduzir a turbulência na parte frontal do esportivo. Segundo a Ford, o defletor inferior na parte dianteira ajuda no resfriamento dos freios e aprimora o downforce em 25%, o que favorece as respostas ao volante em velocidades mais elevadas. 

Bem equipado, o Mustang Mach 1 conta com sistema de som premium com 12 alto-falantes e 1.000 W de potência, o sistema de telemática FordPass Connect, seletor dos modos de condução, painel de instrumentos digital configurável com tela de 12”, central multimídia completa e um robusto pacote de assistentes de condução, que engloba o alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, assistente de permanência em faixa, sensor de pontos cegos, farol alto automático, entre outros. O esportivo traz ainda 8 airbags e o escapamento permite variar a intensidade do ruído emitido (Silencioso, Normal, Esportivo e Pista) por meio de uma válvula ativa, que foi melhorada na versão Mach 1.

Os interessados no Mustang Mach 1 poderão realizar a reserva preferencial da novidade a partir desta sexta-feira, com as entregas das primeiras unidades prevista para junho.

O primeiro Mach 1 foi lançado em 1969, com a proposta de fazer uma ponte entre o Mustang GT e o Shelby. O nome da versão é uma referência à medida padrão da velocidade do som (1.235 km/h). Em seu ano de estreia, ele estabeleceu 295 recordes de velocidade e resistência. Teve duas atualizações, em 1974 e 2003, e volta agora, 17 anos depois, como modelo 2021. Confira mais imagens do modelo clicando na foto principal logo acima do texto e acesse a galeria de fotos. 

Ford Mustang 2021
Ford Mustang 2021
Imagem: Divulgação