Ford: Bronco, Mustang Mach 1 e Ranger Black estreiam no Brasil em 2021

Além das novidades, marca também confirmou a estreia da próxima geração da Ranger na região em 2023
Acima a família Bronco: estreia confirmada no Brasil em 2021

Acima a família Bronco: estreia confirmada no Brasil em 2021 | Imagem: Divulgação

A Ford revelou nesta terça-feira (1) um excelente pacote de novidades para o Brasil e região.

No campo de novos produtos, a fabricante norte-americana tornou oficial a importação do Mustang Mach 1 ao Brasil, bem como da nova versão Black para a picape média Ranger, além da aguardada nova geração do Bronco. Todos eles serão lançados no país ao longo de 2021.

Outra informação importante foi a confirmação de um investimento de US$ 580 milhões na fábrica da marca em Pacheco, Argentina, para que o local possa ser modernizado para abrigar a produção da próxima geração da Ranger. A picape completamente renovada chegará aos mercados da região a partir de 2023, detalha a Ford.

A Ford também destacou a recente confirmação da volta da Transit para os mercados da América do Sul. O modelo, um concorrente para Fiat Ducato, Peugeot Boxer, entre outros, será montado no Uruguai e sua estreia no Brasil deverá ficar para o ano que vem.

A Ranger Black, por sua vez, foi exibida como um conceito no Salão de São Paulo em 2018. A Ford explica que a novidade “é uma versão adicional da picape voltada ao uso urbano, com estilo robusto e sofisticado, criada para um segmento de consumidores que precisam superar os desafios das grandes cidades”. 

Ford Ranger Black
Ford Ranger Black
Imagem: Divulgação

O Mustang Mach 1, por sua vez, é uma edição limitada com motor V8 especialmente preparado que faz a ponte entre o Mustang GT e as versões Shelby, com foco no uso em pistas. 

Já a "família Bronco" era uma novidade aguardada para estrear no Brasil. Ao descrever a recém-lançada gama de SUVs, a Ford sinaliza que o Bronco Sport também figura entre as novidades escaladas para o ano que vem por aqui. Enquanto o Bronco é voltado ao uso off-road extremo e tem como rival o Jeep Wrangler, o Bronco Sport compartilha o caráter robusto, porém adota uma carroceria monobloco e um posicionamento de mercado próximo aos SUVs médios convencionais. Certamente serão modelos bem interessantes para reforçar o posicionamento da Ford entre os utilitários esportivos em nosso país. 

Para ajudar no treinamento e desenvolvimento das operações e parceiros da Ford América do Sul, a empresa anunciou a criação da Ford Academy no Brasil. O centro de treinamento será desenvolvido em conjunto com o SENAI, parceiro da Ford há mais de 40 anos. A instalação, localizada em São Paulo, estará conectada com a Ford Academy Argentina e a Digital Academy. 

Por fim, Lyle Watters, principal executivo da Ford na América do Sul revelou que a previsão da fabricante é que a atividade econômica na região se recupere gradualmente em 2021, com o retorno aos níveis de produção e vendas de 2019 somente em 2023. “Esperamos uma indústria em torno de 2 milhões de unidades em 2020 no Brasil e de 320–340 mil unidades na Argentina. Para 2021, nossa projeção é de 2,5 milhões de unidades no Brasil e pouco mais de 400 mil unidades na Argentina”, explica Watters. 

O executivo ainda destaca como desafios para os mercados da América do Sul a grande redução dos níveis de vendas e produção. “As moedas locais se desvalorizaram significativamente este ano – o real brasileiro em 20% e o peso argentino, em torno de 30% – aumentando as pressões de custo. A utilização da capacidade de produção de todo o setor é de apenas 40%. Nesse ambiente, a liquidez continua a ser uma questão chave, não só para a Ford mas para toda a indústria, agravada pela baixa disponibilidade e alto custo do crédito”, conclui Watters.  

Ford Mustang Mach 1 2021
Ford Mustang Mach 1 2021
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!