Será que retorna ao Brasil? VW define estratégia para manter o Passat vivo em alguns mercados

Próxima geração do sedan médio-grande terá uma reformulação na proposta para seguir em linha
Projeção de Kleber Silva para a 9ª geração do Volkswagen Passat

Projeção de Kleber Silva para a 9ª geração do Volkswagen Passat | Imagem: Kleber Silva

Enquanto aqui no Brasil o VW Passat deixou de ser importado em meio aos abalos causados pela pandemia do novo coronavírus e seus reflexos na economia, mesmo em regiões onde ele conta com uma reputação histórica seu futuro estava em risco. Segundo rumores, o atual presidente do conselho da marca alemã, Herbert Diess, não escondia suas dúvidas sobre a necessidade de uma nova geração para o tradicional sedan, em especial considerando que a VW já conta com o Arteon em sua gama europeia e ainda tem nos planos introduzir um modelo 100% elétrico com variantes sedan e station wagon derivadas do conceito ID Vizzion.

Porém, ao que tudo indica, o poder de convencimento de alguns executivos parece que surtiu efeito sob o atual chefão da companhia e o Passat deverá ganhar uma nova geração, a nona em sua longa trajetória, dentro de dois a três anos. Segundo fontes ouvidas pela inglesa Autocar, para tanto o modelo terá uma ênfase ainda maior na questão do conforto interno aos passageiros e volume disponível no porta-malas.

De acordo com uma fonte ouvida pela Autocar, “com o Arteon já temos na linha um líder em estilo no segmento. Isso deixa a porta aberta para que o Passat torne-se ainda mais orientado para a versatilidade e bom espaço interno do que é hoje”.

Para tanto, a Volkswagen vai simplificar a oferta global do Passat a partir da 9ª geração, unificando o produto tomando como base uma versão aprimorada da plataforma MQB. Atualmente, nos EUA, o Passat oferecido por lá ainda é construído sobre a plataforma PQ46, que remonta à sexta geração do modelo. Na Europa, por sua vez, o Passat produzido localmente e que era importado ao Brasil já foi desenvolvido sobre a plataforma MQB atual. Tornando o cenário ainda mais exótico, a China recebe as duas variantes do Passat. Inclusive a potência asiática, que ainda conta com uma boa receptividade para sedans em especial de maior porte, foi um mercado preponderante para impulsionar a decisão da VW de apostar na 9ª geração do modelo. 

Projeção de Kleber Silva para a 9ª geração do Volkswagen Passat
Projeção de Kleber Silva para a 9ª geração do Volkswagen Passat
Imagem: Kleber Silva

Ainda segundo a fonte da Autocar, o design do novo Passat já está definido e, como era esperado, terá elementos na parte frontal que remetem à mais recente geração do Golf.

Mecanicamente, como vai adotar uma variante revista da arquitetura MQB, é esperado para o novo Passat um acréscimo de variantes híbridas-leve, híbridas plug-in e híbridas com motor térmico a diesel. Uma opção completamente elétrica para a próxima geração do Passat também é considerada.

Segundo rumores, o Passat em sua futura geração ainda terá suporte à tecnologia de condução autônoma nível 3 bem como conectividade 5G para seu sistema de infoentretenimento. Com isso, é esperado um salto não só em termos de eletrônica embarcada, mas também de acabamento para o novo Passat, posicionando o sedan em um faixa mais alta na categoria.

Resta saber se até a estreia da nova geração as condições do Brasil tornem-se mais estáveis, sobretudo na questão cambial, o que poderia viabilizar um retorno do Passat ao país. Seu principal concorrente por aqui, o Ford Fusion, foi descontinuado neste ano abrindo espaço na estratégia da marca norte-americana para SUVs e picapes. De qualquer forma, algumas marcas generalistas ainda apostam no segmento, onde ainda podemos encontrar como opções para o público brasileiro modelos como o Honda Accord e o Toyota Camry

Em 2019, o VW Passat somou 1.049 emplacamentos no país, ficando logo atrás de modelos premium como o Mercedes-Benz Classe C (3.608) e o BMW Série 3 (3.700). Quem sabe, com um conteúdo ainda mais refinado, o Passat em sua próxima geração possa até mesmo fazer balançar quem hoje privilegia o status que acompanha Mercedes-Benz e BMW. Sem dúvida, vale a pena ficarmos de olho na próxima geração do VW.

Acima o Volkswagen Passat atualmente vendido na Europa
Acima o Volkswagen Passat atualmente vendido na Europa
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!