Serviço: saiba como transferir carro de outro estado para SP

Detran paulista ensina os procedimentos e cuidados para realizar a operação
Conheça os procedimentos para transferir um carro para SP

Conheça os procedimentos para transferir um carro para SP | Imagem: Divulgação

Ao comprar um veículo em outro estado, o motorista se depara com uma dúvida comum a muitas pessoas: o que é necessário para fazer a transferência e em que órgão solicitar, na origem ou no destino?  Veja como é feito o processo no Detran.SP, que pode ser realizado quase totalmente online, já que a vistoria e emplacamento são feitos presencialmente nas empresas credenciadas.

Passo a passo para fazer o processo de transferência:

·        O serviço deve ser realizado no Detran de destino, onde o motorista reside;

·        Se o veículo estiver financiado em outro estado, a financeira deverá transferir o gravame para o estado de São Paulo. Verifique antes com a financeira se não há impedimento à transferência de localidade;

·        O processo pode ser feito online pelo site do Detran.SP, na aba Transferência de Localidade – Veículo registrado em outro Estado;

·        Todos os débitos do veículo devem ser quitados no Detran de origem (IPVA, multas, licenciamento) ou eventuais restrições;

·        O Veículo deve ter sido aprovado em vistoria no máximo 60 dias por uma empresa credenciada do Detran;

·        Documentos necessários (as imagens enviadas devem ser digitalizadas de forma legível, sem redimensionamento ou alteração do formato original):

- Documento de identificação pessoal com foto;

- Cadastro de Pessoa física (CPF);

- Comprovante de endereço (contas de luz, gás, telefone, IPTU ou qualquer correspondência enviada pelos Correios com emissão e até três meses). Se o interessado não tiver comprovante de endereço em seu próprio nome, serão aceitos comprovantes em nome do cônjuge, companheiro, pais, irmãos e filhos com apresentação de documento original que comprove o parentesco ou estado civil (RG, certidão de nascimento, certidão de casamento ou escritura de união estável). No caso de imóvel alugado, é aceito comprovante em nome do proprietário ou locatário do imóvel, desde que acompanhado de declaração simples do proprietário ou locatário.

- Certificado de Registro do Veículo (CRLV- E), impresso em folha branca A4

Pagamento

. Taxa de primeiro registro no Estado R$ 355,80 nos bancos conveniados (Banco do Brasil, Itaú, Santander, Bradesco Caixa Economia e lotéricas)

. Laudo de vistoria (pago diretamente na empresa credenciada pelo Detran)

. Placa de identificação veicular (Padrão Mercosul) pago na empresa credenciada pelo Detran

. Possíveis débitos (IPTVA, multas, licenciamento etc)