Depois de apostar grande parte de suas fichas no T40 com câmbio automático, agora os responsáveis pela JAC no mercado brasileiro apostam em um modelo com preço um pouco mais caro, mas de dimensões e porte mais coerentes para atuar em uma das categorias mais competitivas do mercado. Estamos falando do JAC T50 na linha 2019, que conta com porte semelhante ao de Nissan Kicks, Jeep Renegade e cia. A novidade nada mais é do que um facelift do T5, que agora foi rebatizado para seguir a nova lógica de denominação da marca chinesa definida para o Brasil.

Se não podemos dizer que trata-se de uma nova geração do T5, ao menos, justiça seja feita, os chineses mostram com o T50 2019 como estão dispostos a aprender e aprimorar seus veículos. Mesmo mantendo a “base” do projeto, em relação ao T5 o novo T50 conta com um pacote de aprimoramentos na parte externa e interna bem mais profundo do que estamos acostumado com um facelift de meio ciclo.

No caso do JAC T50 2019, são novos os para-choques, grade frontal, faróis, rodas de liga leve, lanternas e até mesmo a tampa do porta-malas. Por dentro, o console central, painel de instrumentos e bancos também foram revistos na atualização do SUV compacto.

Visto de fora, o resultado da atualização promovida pela JAC agrada. Temos ali uma boa presença de cromados e formas que, no geral, são bem proporcionais e agradam aos olhos. Na parte interna, assim como notamos desde o lançamento do T40 automático no Brasil, o T50 denota uma boa evolução da marca na escolha de materiais e na construção da cabine como um todo. Existem algumas falhas como, por exemplo, o display digital no painel de instrumentos que está longe de oferecer uma leitura fácil e rápida dos dados do computador de bordo e da marcha selecionada, mas encontramos revestimento de couro de série no T50 desde a versão mais acessível Pack 2, que será tabelada em R$ 83.990.

Com 4,34 m de comprimento e 2,56 m de entre-eixos, o JAC T50 oferece espaço interno suficiente para 4 adultos. Seria mais interessante, contudo, se o modelo se aproximasse do entre-eixos de um Nissan Kicks ou um Honda HR-V (ambos com 2,61 m) para entregar uma cabine não só com maior sensação de espaço bem como maior conforto para o uso familiar. A JAC declara que o porta-malas do T50 tem capacidade para 600 litros de bagagens, porém, consultada pelo Autoo, a fabricante explica que o volume em questão é baseado em medições chinesas (provavelmente considerado o espaço disponível até o teto do carro). A maioria dos concorrentes do T50, como a dupla japonesa, oferecem compartimentos na casa de 430 litros. Aqui no Brasil, a legislação permite que se transporte objetos no porta-malas respeitando o limite do encosto do banco traseiro.   

Por falar em tamanho, se o motor 1.6 16V de 138 cv e 17,1 kgfm de torque trabalhando em conjunto com o câmbio automático CVT (oferece 6 marchas “virtuais”) cai muito bem no T40, como você confere em nossa avaliação, no maior e mais pesado T50 ele nos pareceu pouco para o modelo recém-lançado. Segundo os dados oficiais, o T50 2019 pode acelerar de 0 a 100 km/h em 11,3 segundos e alcança 198 km/h de velocidade máxima. A sensação ao volante não é das melhores e, sobretudo nas retomadas de velocidade, faltou um pouco mais de fôlego ao T50.

Mesmo em um Nissan Kicks, que também conta com motor 1.6 16V e câmbio CVT, não sentimos a mesma “letargia” nas respostas do conjunto mecânico. Não é por acaso que muitas marcas estão migrando para propulsores sobrealimentados para movimentar seus SUVs, como a Citroën fez com o C4 Cactus, a Volkswagen com o T-Cross e a CAOA Chery fará com seu Tiggo 5x. Graças ao turbo, seus propulsores conseguem bem mais torque e, com isso, acelerações e retomadas bem mais convincentes.

Ao menos o T50 mostrou-se econômico. Durante nossa avaliação em percursos rodoviários, conseguimos alcançar parciais que giravam em torno de 13 km/l mesmo com o carro carregado e em vias que permitiam limites de velocidade mais elevados como 120 km/h. O JAC também conta com start-stop, recurso que desliga o motor quando o carro encontra-se parado e colabora para reduzir o consumo em especial na cidade. Os números de consumo oficiais ficam em 11,2 km/l na cidade e 11,5 km/l na estrada. Segundo os representantes da JAC no Brasil, o motor 1.6 16V presente agora no T40 e no T50 pode virar flex em um futuro não muito distante.

Continuando na parte mecânica, pontos positivos do JAC T50 ficam para a presença do sistema de freio a disco nas quatro rodas (com discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira) e o acerto de suspensão muito bom. A direção, por sua vez, poderia ser um pouco mais rápida. É necessário movimentar bem o volante para atingir o traçado desejado e isso torna a direção do modelo um tanto quanto imprecisa.

Mesmo com inúmeras melhorias, o JAC T50 quer minimizar seus pontos fracos com um custo-benefício verdadeiramente competitivo, algo mais do que peculiar aos carros chineses que ainda precisam vencer a barreira da desconfiança em nosso mercado.

De fato, no aspecto preço não há do que reclamar do JAC T50 uma vez que, por R$ 83.990 ele conta com o revestimento interno de couro como citamos anteriormente além dos controles de tração e estabilidade, ar-condicionado automático digital, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, rodas de liga leve aro 16”, apenas para citar os principais itens. Se você quer uma alternativa entre os modelos de marcas mais tradicionais, é possível encontrar como opção o Nissan Kicks S CVT (R$ 82.490), que conta com os controles de tração e estabilidade e rodas de liga leve aro 16” de série, mas fica devendo os demais itens de série do T50 de entrada.

Gastando bem mais, no caso R$ 87.990, o JAC T50 no catálogo Pack 3 acrescenta recursos que apenas SUVs compactos na faixa de R$ 100.000 entregam, como o sistema de câmeras 360º e até uma câmera frontal para gravar tudo o que se passa na parte frontal do carro enquanto você roda com ele por aí. Nessa versão o modelo acrescenta o controlador de velocidade de cruzeiro, acendimento automático dos faróis e central multimídia com tela de 8” que usa um sistema de espelhamento para smartphones chamado Carbit, que, em um primeiro contato, não nos pareceu simples de operar para realizar a conexão inicial do celular com a central multimídia. Seria mais fácil, rápido e prático se ela oferecesse o Apple CarPlay e o Android Auto.

Em um segmento que está se tornando cada vez mais competitivo e repleto de opções, o JAC T50 mira em clientes que estão de olho no custo-benefício na hora de escolher um SUV compacto. A grande questão é que nem sempre esse parece ser o primeiro fator de decisão para quem escolher um modelo dessa categoria e, mesmo assim, é possível encontrar representantes mais estabelecidos no segmento com preço semelhante ao T50 apesar da lista de equipamentos de série menor. Por tudo isso, se você deseja um modelo da marca chinesa, o JAC T40 ainda nos parece a melhor escolha hoje em dia. Ele é um pouco menor em relação ao T50, mas é um crossover muito melhor resolvido e com um preço ainda mais camarada.  

 
 
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
JAC T50 2019
JAC T50 2019
 
 

Ficha técnica

JAC T50 2019 1.6 16V gasolina automático 4p
Categoria SUV compacto
Vendas em 2017 2.152 unidades
Motor 4 cilindros, 1590 cm³
Potência 138 cv a 6000 rpm (gasolina)
Torque 17,1 kgfm a 4000 rpm
Dimensões Comprimento 4,325 m, largura 1,765 m, altura 1,625 m, entreeixos 2,56 m
Peso em ordem de marcha 1220 kg
Tanque de combustível 42 litros
Porta-malas 600 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |