Toyota Hilux Champ: conheça a picape com cara de Bandeirante voltada ao trabalho

Baseado no conceito IMV 0, utilitário está próximo de virar realidade para substituir as versões básicas da Hilux
Toyota Rangga Concept

Toyota Rangga Concept | Imagem: Divulgação

Uma picape simples ao extremo com o objetivo de ser barata para que seja usada para trabalhar. Essa é a proposta da Toyota Hilux Champ, que é baseada no conceito IMV 0 e Rangga Concept, que já foi flagrada em testes na Ásia em forma próxima à de produção.

VEJA TAMBÉM:

O visual é o mais atrativo no utilitário que, se chegar ao Brasil, deve brigar com modelos como Kia Bongo e Hyundai HR. A frente é inspirada no Land Cruiser dos anos 60 e 70 que foi fabricado no Brasil como Toyota Bandeirante.

As linhas clássicas se repetem nas laterais com ângulos retos. Há somente a versão de cabine simples, por enquanto, com possibilidades para diversos implementos, como guincho, caçamba, baú, entre outros.

O chassi é o mesmo da Hilux atual, ou seja, sem grandes inovações mecânicas justamente para segurar o preço. A tração pode ser traseira ou 4x4 e a suspensão usa os tradicionais feixes de mola. 

A imprensa asiática diz que a caminhonete será apresentada na semana que vem com as vendas se iniciando ainda neste ano. A Toyota diz que a Hilux Champ será voltada a mercados emergentes, o que movimentou boatos de que seria também fabricada na Argentina para abastecer também o mercado brasileiro.

Toyota Hilux Champ em testes na Ásia
Toyota Hilux Champ em testes na Ásia,sem disfarces e praticamente pronto para ser lançado
Imagem: Reprodução/Instagram

A motorização ainda é indefinida. Alguns sites estrangeiros contam já ter andando em uma unidade com motor 2.0 a gasolina de 137 cv. Por aqui poderíamos esperar uma motorização diesel, com chances até de ser o mesmo 2.8 da Hilux, mas com potências e torques reduzidos.

O Toyota Bandeirante feito no Brasil

Toyota Bandeirante
Toyota Bandeirante foi fabricado no Brasil até 2001, inclusive na versão picape, com chassi longo
Imagem: Divulgação


Montado no Brasil em 1958 como Land Cruiser FJ-251(Série J5) e  depois nacionalizado em 1962, foi baseado no modelo asiático cuja produção durou até 2001 devido à inviabilidade de substituição do obsoleto motor Toyota 14B que já não se enquadrava mais nas novas normas de emissões de poluentes.

Assim, o Land Cruiser brasileiro passou a ser a série J5, em contraste com a série J4 japonesa. Mas a série J5 do Land Cruiser brasileiro era diferente da série J5 do Land Cruiser japonês, uma perua longa com quatro portas que nos anos 60 foi produzida principalmente para o mercado norte-americano, onde obteve um considerável sucesso.

A produção do Toyota Bandeirante no Brasil foi encerrada em novembro de 2001. Nesse período, foram produzidas no país 103.750 unidades, ou 104.621 se somadas as unidades fabricadas em CKD.

 

Siga o AUTOO nas redes: Instagram | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

 

 

 

Fernando Pedroso

Apaixonado por carros desde criança, se formou em jornalismo para trabalhar com automóveis. Realiza esse sonho desde 2006, e participando no AUTOO a partir de 2023

Recomendados por AUTOO

Youtube
Fiat Strada: qual o segredo de sucesso da picape?

Fiat Strada: qual o segredo de sucesso da picape?

5 pontos que explicam por que o veículo vende tanto até hoje
Aviação
Embraer revela seu primeiro táxi-voador!

Embraer revela seu primeiro táxi-voador!

Veículo elétrico ainda não leva pessoas e será testado em voo ainda em 2024
MOTOO
Royal Enfield Guerrilla 450: todos os detalhes e 50 fotos

Royal Enfield Guerrilla 450: todos os detalhes e 50 fotos

Conheça preço, ficha técnica, desempenho, motor cores e versões da moto confirmada para o Brasil