Triber: como é acomodar 7 pessoas na minivan do Renault Kwid?

Monovolume derivada do compacto da marca consegue levar mais pessoas, mas o que mais o modelo oferece?
Renault Triber 2020

Renault Triber 2020 | Imagem: Divulgação

Em junho do ano passado, a Renault apresentou na Índia algo que, para nós brasileiros, parecia impossível. Usando a plataforma do pequeno Kwid, a marca lançou a Triber, uma minivan derivada do compacto e que tem capacidade de acomodar até sete passageiros. Mas qual foi o segredo dela?

Primeiro é importante salientar que, apesar da plataforma compartilhada com o Kwid, a Renault Triber é maior. Na verdade, enquanto o subcompacto é baseado na arquitetura CMF-A, a Triber utiliza uma variante dessa mesma estrutura chamada CMF-A+, a qual também vai sustentar o projeto do SUV pequeno inserido na mesma família.

Com isso, a Triber mede 3,99 m de comprimento, 1,73 m de largura, 1,66 m de altura e o entre-eixos é de 2,63 m. Apenas como comparação, um Kwid tem, respectivamente, 3,68 m, 1,58 m, 1,49 m e 2,42 m. Vale a pena explicar que a minivan não ultrapassa os 4 metros uma vez que automóveis abaixo dessa dimensão pagam um tributo menor no país asiático, algo importante para uma linha de baixo custo como é o caso. Com as três fileiras em uso, a Triber ainda entrega um porta-malas com capacidade para 87 litros de bagagens, número que chega a 626 litros usando-se apenas as duas primeiras fileiras. No Kwid, são 290 litros de porta-malas.

Renault Triber 2020
Renault Triber 2020
Imagem: Divulgação

Os preços do Renault na Índia variam entre 499.000 rúpias e 722.000 rúpias. Na conversão direta para o real, ficariam entre R$ 33,3 mil e R$ 48,3 mil. Ou seja, mais em conta que o próprio Kwid no Brasil. Ainda assim, a Triber usa o mesmo motor do Renault Kwid indiano, o 1.0 de três cilindros com 72 cv e 9,7 kgfm de torque, mas uma variante turbo baseada no mesmo propulsor está nos planos do modelo por lá. A minivan também conta com opção de câmbio automatizado, além do manual. Com todos esses predicados, o Renault Triber poderia muito bem suprir o carente mercado de veículos de sete lugares por menos de R$ 100 mil no Brasil.

Opinião: a Renault Triber iria bem no Brasil?

Mas uma coisa é afirmar que a Renault Triber pode levar sete passageiros, outra completamente diferente é acomodá-los de fato no mundo real. O site Autocar India está realizando uma avaliação de longo prazo com uma unidade da minivan na versão mais completa com câmbio manual, a RxZ, que custa 682.000 rúpias (R$ 45,7 mil).

Renault Triber 2020
Renault Triber 2020
Imagem: Divulgação

Acostumados a pequenos carros de sete lugares, até mesmo os indianos tiveram um pouco de dúvidas quanto ao desempenho da minivan. Um dos repórteres da publicação buscou os pais no aeroporto, junto à esposa e dois filhos. A ideia era levar seis passageiros e ver como o modelo se comportava.

Segundo a reportagem, enquanto os mais velhos se impressionavam com o preço do modelo considerando a qualidade do projeto em si, as crianças, de 15 e 12 anos, não tiveram problemas para ocupar os bancos da terceira fileira. Ficou claro que adultos por lá sofreriam um pouco, mas, em seis, ainda sobrou espaço para levar bagagens. Outro item que ajuda no conforto dos passageiros é a saída de ar-condicionado para os bancos traseiros montada no teto.

Renault Triber 2020
Renault Triber 2020
Imagem: Divulgação

Enquanto a Triber mostrou que era de fato possível acomodar mais de cinco passageiros em um carro derivado do Kwid, o que não ficou tão bom assim foi o desempenho da minivan da Renault quando carregada. De acordo com a publicação, a Triber exigiu altas rotações para arrancar em aclives e as ultrapassagens precisam ser pensadas com muita antecedência. Outro elemento observado é que, quando carregada, a Triber também bateu fim de curso na suspensão com mais facilidade. 

 
Assine a newsletter semanal do AUTOO!