Volkswagen Golf 8 já está na Argentina

Mas nova geração do hatch médio veio apenas para gravar comerciais para a campanha global de lançamento. Se ocorrer, importação para o Brasil deverá ser limitada a versões de nicho
Volkswagen Golf 8: visita surpresa à Argentina um mês após sua apresentação mundial

Volkswagen Golf 8: visita surpresa à Argentina um mês após sua apresentação mundial | Imagem: Reprodução/Argentina Autoblog

Apenas um mês após ser revelado oficialmente, o novo Golf de 8ª geração já apareceu em Buenos Aires, na Argentina, como mostra um flagra do site Argentina Autoblog nesta terça-feira.

Apesar da surpresa, a razão da visita do novo modelo da Volkswagen é meramente simbólica: nosso vizinho estaria apenas servindo como locação para a gravação de material de divulgação do Golf 8, segundo apurou o Autoblog. A versão em questão estava equipada com o pacote esportivo R-Line e o chamativo amarelo usado como cor de lançamento do hatch médio.

Do outro lado do Atlântico, em Portugal a Volkswagen se prepara para a apresentação do carro à imprensa internacional. Com várias versões híbridas, conectividade e tecnologia semiautônoma, o novo Golf começará a ser vendido na Alemanha em dezembro enquanto o resto da Europa terá de esperar alguns meses para adquiri-lo.

Carro de nicho

Embora seja hoje o modelo de vanguarda da Volks, o primeiro completamente conectado a internet em sua linha, o Golf está prestes a encarar seu maior desafio desde que foi lançado, em 1974. A razão é que, por melhor e mais admirado que seja, o Golf e o mercado de hatches médios estão em declínio no mundo.

É verdade que o Golf permanece como um dos automóveis mais vendidos em todo o globo, com volume acima de 700 mil unidades no ano passado, mas é fato que hoje ele está sendo ofuscado pelos SUVs. O Tiguan, por exemplo, já vende mais que ele e o T-Cross e outros crossovers deverão roubar seu público cada vez mais.

Outra ameaça chegará ao mercado em junho e não é de outra marca. Estamos falando do ID.3, primeiro modelo elétrico da Volks nascido para ser vendido em grande escala. E a marca não esconde que ele tem uma importância estratégica semelhante a que foi o Fusca e, claro, o Golf.

Diante desse cenário adverso, não surpreende que o Golf tenha deixado de ser produzido no Brasil. Embora a 7ª geração tivesse grandes qualidades, a situação dos hatches médios por aqui é mais grave que na Europa, onde esse tipo de veículo ainda goza de prestígio.

Por isso, a visita do Golf 8 à Argentina não passa de mera curiosidade, afinal nem nossos hermanos devem contar com o carro por lá tão cedo e em grandes volumes. Assim como no Brasil, se a Volkswagen realmente confirmar sua importação para a América do Sul, será uma ação voltada à versões mais equipadas para um público com grande poder aquisitivo e que seja fã do modelo, não há dúvida.

Volkswagen Golf 2020
Volkswagen Golf 2020
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!