Após 52 meses, a Volkswagen voltou a vender mais de 38 mil veículos mensais. A montadora alemã terminou maio com mais de 38,5 mil unidades vendidas no Brasil, número só inferior ao resultado de janeiro de 2015 quando ela havia emplacado 39,5 mil exemplares.

Para isso, a VW ampliou suas vendas em 16,5% em relação a abril, o dobro do crescimento da Chevrolet, a líder do mercado brasileiro. Um dos responsáveis pelo feito é o T-Cross, seu primeiro SUV compacto que terminou o mês passado com 3 mil unidades vendidas, superando carros como o EcoSport, Tracker e o novo C4 Cactus.

Mas o bom desempenho de vendas da Volkswagen não é causado por um fato apenas. A montadora alemã tem empreendido uma renovação em seu portfólio sem paralelo no Brasil. Foram cinco lançamentos que hoje respondem por 42% das vendas, o novo Polo, o sedan Virtus, as novas gerações do sedan médio Jetta e do SUV médio Tiguan e o já citado T-Cross.

Com isso, a linha de produtos da montadora teve uma mudança drástica de perfil. Sem em janeiro de 2015 ela dependia demais de carros de entrada (mais de 70% dos emplacamentos), hoje esse mercado, que tem margens mais baixas, responde por 42%. Em compensação, os compactos premium e os modelos de médio porte têm uma participação também de 42% - o restante cabe aos utilitários e modelos de luxo.

 

Volkswagen Virtus 2018
O virtus já emplaca mais de 5 mil carros por mês
Imagem: Divulgação

 

Diversidade

O mais curioso na renovação da Volks é que ela ainda assim manteve modelos mais antigos em linha, embora com uma participação menor que quatro anos atrás. Estão lá o Gol, Fox, up! e Voyage, mas o grupo perdeu quase metade do volume de vendas. Deram adeus por enquanto o CrossFox, o Polo e o Polo Sedan da geração anterior e a Kombi – na época já fora de catálogo, mas com as últimas unidades sendo emplacadas.

Em compensação, hoje a montadora mantém presença em quase todos os segmentos do mercado – o de SUVs compactos era a maior lacuna até então. A VW, inclusive, até insiste em nichos que já perderam o sentido como o de hatches médios (Golf), ao contrário das peruas onde a Golf Variant partiu e a SpaceFox está prestes a sair de cena.

Se deixou algumas categorias, a Volkswagen se prepara para entrar em novas. A primeira delas será de picapes médio-compactas onde hoje estão a Renault Oroch e a Fiat Toro, principal alvo da VW Tarok, que chegará nos próximos meses ao mercado. Em breve, a marca também terá um modelo para enfrentar o todo-poderoso Jeep Compass, o Tarek, SUV que será produzido na Argentina.

De volta ao topo?

A Volkswagen não esconde suas ambições. Com uma longa lista de lançamentos, a montadora certamente almeja desbancar a Chevrolet e voltar à liderança no Brasil, perdida antes para a Fiat. “Até o fim de 2020 vamos lançar modelos que vão mexer muito com o mercado”, disse o presidente da VW, Pablo Di Si ao Autoo. Enfim, parece que vamos voltar a ver uma disputa pelo primeiro lugar novamente.

Veja o ranking completo de vendas:

Veículos mais vendidos em maio de 2019
SUVs compactos mais vendidos em 2019

 

Volkswagen Gol 2019
Antes dependente do Gol, Volks hoje vende carros de valor médio mais alto
Imagem: Divulgação

 

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/