Acabou o mistério: eis a inédita picape Ford Maverick

Do porte de uma Fiat Toro, caminhonete foi flagrada sem disfarces durante gravação de material de divulgação nos EUA
Ford Maverick 2022

Ford Maverick 2022 | Imagem: TFLTruck

A inédita picape Ford Maverick, enfim, já não é mais segredo. Irmã menor da Ranger, a caminhonete foi flagrada sem qualquer disfarce pelo site TFLTruck na Califórnia durante gravações para material de divulgação. E o visual da novidade não chegou a surpreender diante de outros flagras e projeções produzidas nos últimos meses.

A Maverick, ao contrário, exibe linhas bastante limpas e convencionais se comparada à Fiat Toro, modelo mais próximo em proposta ao veículo da Ford. Com maçanetas e detalhes em preto, a picape flagrada pode ser de uma versão mais despojada, o que faz com que a expectativa em vê-la mais equipada permaneça.

As imagens confirmam que a Maverick será uma picape de pouca altura, possivelmente com cerca de 1,7 m, ou seja, bem menos que os 1,815 m da Ranger, e semelhante à Toro, que tem 1,68 m. Mas a picape da Ford parece ter um entreeixos mais generoso e uma caçamba com maior capacidade.

Como já explicado aqui no AUTOO, a Maverick utiliza a mesma plataforma do SUV Bronco e já começou a ter exemplares de pré-série produzidos no México. A caminhonete deve ser equipada com motores Ecoboost de 1.5 e 2.0 litros de injeção direta e transmissão automática de 8 velocidades.

Segundo rumores, a Ford planeja tornar a Maverick acessível e para isso deve oferecê-la com tração dianteira e suspensão por eixo de torção na traseira, ou seja, uma receita bem diferente da tradicional Ranger.

Projeção do site russo Kolesa antecipando a picape compacta-média Ford Maverick
Projeção do site russo Kolesa antecipando a picape compacta-média Ford Maverick
Imagem: Kolesa/Nikita Chuyko

O flagra indica também que a apresentação oficial da picape está próxima, abrindo caminho para que a estratégia mundial da Ford seja revelada. A Maverick terá um papel fundamental no redesenho do portfólio da montadora dos EUA, que está num processo de busca da lucratividade e de clientes mais abastados – a ponto de ter abandonado a produção de compactos no Brasil.

Ao contrário da Toro, que tem venda bastante limitada fora do nosso país, a Maverick deve ser vendida em vários mercados, incluindo o Brasil, cotado para recebê-la em 2022. Se a fórmula der certo, a picape intermediária deve se transformar em dos seus principais produtos mundiais, junto ao irmão Bronco.