Aliada com Renault e Nissan, Mitsubishi vai renovar sua linha

Japonesa anuncia a estreia de 11 novos veículos nos próximos três anos
Mitsubishi Eclipse Cross 2018

Mitsubishi Eclipse Cross 2018 | Imagem: Divulgação

Após assumir que manipulou dados de emissões de alguns de seus veículos comercializados no Japão, o que resultou em uma propaganda nada boa para a empresa em seu país-sede, a Mitsubishi promete virar o jogo a partir desta quarta-feira (18) com a divulgação de seu novo plano de negócios que vai guiar a companhia pelos próximos três anos.

Agora um membro da Aliança Renault-Nissan, a Mitsubishi promoverá uma profunda renovação em sua linha, com a estreia de 11 novos modelos ao longo dos próximos três anos. O primeiro deles será a introdução no mercado do inédito Eclipse Cross, crossover que também está confirmado para estrear no Brasil em 2018

Com a chegada dos novos modelos, a Mitsubishi pretende aumentar em 40% o volume de carros vendidos ao redor do mundo até 2020, saltando dos atuais 926.000 para algo em torno de 1,3 milhão nos próximos três anos.

O investimento em pesquisa e desenvolvimento também vai aumentar muito e a empresa espera aplicar no período US$ 1,19 bilhão para modernizar sua linha e investir em tecnologias como a propulsão híbrida e elétrica para seus próximos modelos.

A estratégia da Mitisubishi para o curto prazo é clara e vai focar sobretudo em veículos 4x4 e SUVs, segmentos que crescem cada vez mais na preferência do público e nos quais a Mitsubishi conta com um bom histórico de produtos como é o caso da linha Pajero aqui no Brasil.

“A nossa ambição é maximizar nossas forças oferecendo produtos em segmentos em ascensão, especialmente aqueles com tração 4x4, e perseguir o crescimento onde a nossa marca tem um potencial mais relevante”, explicou o CEO da Mitsubishi, Osamu Masuko.

A Mitsubishi anunciou que vai focar sua atuação em mercados como os EUA, China e o sudeste asiático, regiões nas quais enxerga um futuro mais promissor no curto prazo e podem colaborar para amplificar seus resultados comerciais mais rapidamente.

Ainda de acordo com a estratégia, a Mitsubishi estima que até o começo de 2020 os cinco modelos mais vendidos de sua nova gama deverão responder por 70% do volume negociado pela marca. Esses produtos, antecipa a marca, serão SUVs, crossovers e híbridos plug-in. Com o mercado brasileiro dando sinais de uma retomada mais consistente nos próximos anos, também podemos esperar boas novidades por aqui.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!