Análise: Creta N Line pode abrir espaço para mais SUVs compactos ''esportivados''

Modelo vai inaugurar a configuração de apelo esportivo da marca no Brasil
Projeção do site russo Kolesa para o Hyundai Creta N Line

Projeção do site russo Kolesa para o Hyundai Creta N Line | Imagem: Kolesa/Nikita Chuyko

A Hyundai bem que tentou esconder, mas um simples endereço de URL deixou claro que o primeiro modelo da marca com a chancela N Line no Brasil será mesmo o Creta. 

Na página do site comercial da marca dedicada ao lançamento da gama N Line é possível ler as palavras “LAUNCH_CRETANLINE”, dirimindo, portanto, quaisquer dúvidas. 

A Hyundai foi uma das poucas marcas que já apostou em um catálogo “esportivado” para o Creta, oferecendo a configuração Sport na geração anterior do SUV nacional. 

É fato que a grife N Line deverá conferir ao Creta um trabalho estético bem mais aprofundado para criar o visual esportivo que permeia a configuração. 

Sem aprimoramentos técnicos significativos, é provável que o Creta N Line ofereça sob o capô o motor 2.0 Smartstream, que entrega os maiores níveis de potência (167 cv) e torque (20,6 kgfm) para o modelo. 

VEJA TAMBÉM:

Na versão Ultimate, o Creta 2.0 flex acelera de 0 a 100 km/h em 9,3 segundos e alcança 190 km/h de velocidade máxima, números que, se não são empolgantes, ao menos conferem desempenho mais do que suficiente ao SUV na maior parte do tempo. 

Talvez a investida da Hyundai em trazer a versão N Line ao Brasil poderá incentivar outras marcas a seguir pelo mesmo caminho, desenvolvendo versões “esportivadas” para seus SUVs compactos. 

Na China, por exemplo, a Chevrolet iniciou as vendas do Tracker RS. A configuração de apelo esportivo da marca está sendo cada vez mais difundida no Brasil, figurando no Onix RS, Cruze RS e, mais recentemente, no Equinox RS. 

Logo, seria natural - e até condizente - com a proposta do modelo, o Tracker nacional receber a configuração. 

Vale destacar que, hoje em dia, para quem deseja SUVs compactos que se sobressaem quando o assunto é performance, vai encontrar no Citroën C4 Cactus e no VW T-Cross duas ótimas alternativas. 

O Citroën, em sua versão topo de linha Shine, pode ser adquirido com o motor 1.6 THP flex sob o capô, o qual entrega até 173 cv e impulsiona o C4 Cactus turbo de 0 a 100 km/h em rápidos 7,7 segundos com etanol. 

Na linha T-Cross, o destaque fica para a versão Highline movida pelo eficiente 1.4 TSI. Com 150 cv, o VW alcança 100 km/h em 8,7 segundos, uma das melhores performances do segmento logo após o Citroën. 

Logotipo da versão N Line que vai figurar no próximo lançamento da Hyundai no Brasil
Primeira imagem oficial do Creta N Line revelando o logotipo na grade frontal
Imagem: Divulgação