A Bugatti havia confirmado a produção do 16C Galibier, prometendo que o modelo seria “o mais veloz, rápido e potente quarto portas”, segundo o chefe de Engenharia da Bugatti, Wolfgang Schreiber. No entanto, a estreia do modelo deve ser adiada, por tempo indeterminado.

Segundo uma fonte do site norte-americano Inside Line, o novo CEO da Bugatti, Wolfgang Durheimer acredita que o Galibier não é escandaloso, selvagem e extremo o bastante. Para o executivo alemão – que já passou por Porsche e BMW –, o esportivo precisa de ainda mais potência, espaço interno traseiro e luxo.

No entendimento de Durheimer, o Galibier deveria ser unanimidade num debate entre bilionários sobre qual é o melhor carro do mundo. Durheimer, segundo a fonte do IL, só ficará satisfeito quando imaginar que o Galibier encerrará a conversa, e não apenas será citado.

Os executivos da Bugatti prometem uma decisão no final do ano. Com motor 8.0 W16 de 800 cv, o Galibier terá – quando finalmente estrear – apenas 300 exemplares construídos.

Rodrigo Mora

|