Quando resolveu combinar o turbo com a injeção direta de combustível nos cilindros, a Audi acertou na mosca a ponto de suas rivais correrem para reproduzir a solução em seus próprios motores. Hoje é quase unanimidade que os motores que combinam as duas tecnologias são os mais eficientes do mercado por unirem força e economia.

Batizado com a sigla TFSi, a linha de motores cresce e, depois do 1.4 usado pelo A1, acaba de ganhar uma versão com 1.8 litro. A Audi revelou nesta semana esse novo propulsor, cuja potência chega a 172 cv e o torque atinge 32,6 kgfm.

Mas o mais importante não apenas a sua performance nas ruas. É na economia que o 1.8 TFSi se destaca: seu consumo de gasolina é de apenas 17,5 km por litro, uma marca superior a exigida pelo governo americano para modelos considerados econômicos, o chamado 40 MPG, ou 40 milhas por galão que, a grosso modo, equivale a 17 km/l.

Além disso, o novo motor da Audi já se enquadra na exigente legislação ambiental Euro 6 que só entrará em vigor em 2015. Por enquanto, apenas o cupê A5 receberá o motor. Com ele, o esportivo acelera de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos e atinge 230 km/h. Mas é certo que outros modelos da Audi – e também da sua dona, a Volkswagen – receberão o motor muito em breve.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/