Camaro é chamado para recall, de novo

Desta vez, muscle car da Chevrolet pode apresentar problemas no sistema de regulagem de altura dos assentos; este é o terceiro chamado em menos de três meses.

Chevrolet Camaro | Imagem: divulgação

A General Motors do Brasil anunciou nesta sexta-feira (29) mais um recall envolvendo o Camaro. Este é o terceiro chamado do modelo em menos de três meses - o veículo já apresentou falha no airbag e problema nas chaves. Desta vez, unidades do muscle car fabricadas de 20/07/2010 a 24/06/2011 com número de chassi de B9110300 a B9211646 devem ter o pino de articulação do mecanismo que regula a altura dos bancos dianteiros substituídos. A peça pode se soltar e prejudicar a dirigibilidade do veículo.

Segundo a empresa, caso o pino se solte, haverá a perda repentina da sustentação do assento dos bancos, assim como a função de regulagem elétrica. Com a livre movimentação do assento, a dirigibilidade do veículo fica comprometida, gerando risco de acidentes e lesões graves ao motorista e ocupantes do veículo.

A GM indica que até a substituição da peça, o cliente deve suspender o uso da regulagem elétrica de altura e divulgou que enviará uma carta aos proprietários contendo os riscos envolvidos e as medidas preventivas a serem observadas no veículo até que o reparo seja efetuado.

A substituição do pino é gratuita e o tempo de serviço é estimado em 1 hora, segundo a marca. No entanto, o início do atendimento acontecerá mediante a disponibilidade das peças, que não chegaram ainda.

Em caso de dúvidas, a marca disponibiliza o telefone 0800 702 4200 ou o site www.chevrolet.com.br.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!