Carro mais barato do Brasil fica mais caro

Chery QQ na versão Smile agora custa R$ 26.690, aumento de R$ 700
Chery QQ 2016

Chery QQ 2016 | Imagem: Divulgação

Automóvel zero km mais barato do Brasil, o Chery QQ recebeu um reajuste de preços em suas versões neste mês. Com isso, a versão Smile, a mais acessível da linha, passou a custar R$ 26.690, um aumento de R$ 700 em relação ao preço anterior.

Apesar disso, o QQ segue sem concorrentes em matéria de preço: o mais próximo é o Renault Kwid que na versão Life continua com preço de R$ 29.990, ou seja, R$ 3.300 a mais.

Na versão Simle, o QQ traz de série vidros elétricos dianteiros, rádio com entrada USB, regulagem de altura dos faróis e abertura interna do porta-malas. Se quiser ar-condicionado e direção hidráulica é preciso optar ao menos pela versão intermediária Look que custa o mesmo que o Kwid.

As outras duas versões, Look e Act, também sofreram reajustes. A intermediária, que custava R$ 29.990, agora sai por R$ 30.690 enquanto a mais equipada pulou de R$ 31.490 para R$ 32.290. Ou seja, o aumento foi linear de R$ 700. Segundo apurou o Autoo, não houve alterações nos pacotes de equipamentos.

Nas mãos da CAOA

A nova campanha de divulgação do QQ foi lançada nesta segunda-feira (15) e deve ser a última ação antes que o grupo CAOA passe a atuar como responsável pela operação da Chery no Brasil. Para quem não se lembra, a empresa brasileira comprou parte da filial local da marca chinesa com planos ambiciosos.

Além de investir numa nova linha de SUVs, a CAOA produzirá os modelos da Chery não só em Jacareí, onde a montadora construiu uma fábrica, como também em Anápolis, nas instalações que hoje montam o caminhão HR e os SUVs Tucson e ix35, todos da Hyundai.

Conhecida pela sua agressividade de vendas, a CAOA deve colocar a Chery num patamar bem diferente dos últimos anos, quando os chineses mal apareceram no mercado nacional.