Carros chineses importados são os mais afetados pela greve no Ibama

Modelo mais vendido, o BYD Dolphin Mini está com queda de 39,4% na comparação com o total vendido em abril
Modelos da GWM no porto de Vitória (ES) aguardam liberação do Ibama para serem emplacados

Modelos da GWM no porto de Vitória (ES) aguardam liberação do Ibama para serem emplacados | Imagem: Reprodução/Secom Espírito Santo

A greve dos servidores do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) vem prejudicando os emplacamentos de veículos importados, já que é o responsável por liberar a licença ambiental que comprova que os carros estão de acordo com as normas brasileiras.  O problema vem acontecendo desde janeiro e estima-se que existam mais de 50 mil unidades parados nos portas aguardando serem liberados. 

VEJA TAMBÉM:

Dentro desse contexto, as marcas chinesas que trazem modelos importados estão sendo as mais prejudicadas.  O BYD Dolphin Mini, que teve 3.139 unidades emplacadas em abril está com apenas 1.238 até o dia 21 de maio, conforme dados do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), uma queda de 39,4%. 

Outro modelo chinês que está tendo os emplacamentos atrasados por causa da greve no Ibama é o Haval H6, que está com apenas 937 unidades vendidas até 21 de maio, ante as 1.609 de abril. O BYD Song Plus também é outro modelo prejudicado, com 783 unidades, ante 1.699 do mês passado inteiro, bem como o Dolphin (629 e 1619, respectivamente).

BYD Dolphin Mini é o modelo mais afetado com a greve

BYD Dolphin Plus
BYD Dolphin Mini é o modelo mais vendido da marca chinesa hoje em dia
Imagem: Divulgação

Além das marcas chinesas, outras fabricantes também estão sendo prejudicadas pela greve dos servidores do Ibama, que reivindicam aumento de salário, plano de carreira e melhores condições para o setor, que atua tanto nas importações de carros como em fiscalizações ambientais. Não há 100% paralisação, mas organização de protestos e faltas de algumas atividades.

A Stellantis, por exemplo soltou a seguinte nota: A Stellantis informa que suas marcas, a exemplo de outras empresas do setor, têm sido fortemente impactadas pela paralisação do órgão responsável pela emissão das licenças ambientais exigidas pela legislação vigente. Com isso, veículos importados seguem no aguardo da liberação da documentação necessária para serem comercializados no país. Identificamos, ainda, que muitos pedidos em carteira correm o risco de serem cancelados, já que não há uma previsão de data de entrega. A Stellantis acompanha diariamente o andamento do tema para minimizar ao máximo os impactos junto aos concessionários e consumidores."

A greve prejudica todo o setor de importação de veículos. Além da Stellantis, Volkswagen e Toyota também estão parados nos portos mas, como GWM e BYD têm 100% de sua venda importada, acabam sendo as mais prejudicadas. A marca alemã, por exemplo, traz alguns modelos importados, como o SUV Taos, vindo da Argentina. E a japonesa importa a picape Hilux e o SUV SW4 também do país vizinho. 

No caso do VW Taos, a queda não foi tão grande. Foram 795 unidades emplacadas em abril e 607 até o dia 21 de maio. Mas o SW4 já teve uma diferença considerável, de 1.561 para 757. Confira a seguir o volume de emplacamentos de 10 modelos importados de marcas chinesas até o dia 21 de maio, de acordo com dados do Renavam.

1 - BYD Dolphin Mini:  1.238

2 -Haval H6: 937

3- BYD Song Plus: 783 

4- BYD Dolphin: 629

5- Ora 03: 350

6- BYD Seal:  125

7- BYD Yuan Plus: 103

8 - JAC E-JS1: 75

9 - BYD Tan: 23

10 - JAC EJV 5.5:  4 

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

 

Carlos Guimarães

Jornalista há mais de 20 anos, já acelerou várias novidades, mas não dispensa seu clássico no final de semana

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções