Por que a Chevrolet não está preocupada com o sucesso de Bronco e Wrangler nos EUA?

Tradicional marca norte-americana olha para uma nova abordagem no segmento de SUVs
Acima o Chevrolet Blazer RS vendido nos EUA: foco na esportividade

Acima o Chevrolet Blazer RS vendido nos EUA: foco na esportividade | Imagem: Divulgação

Talvez a releitura moderna do Bronco tenha causado um sucesso comercial tão grande que até mesmo a Ford não esperava tamanha demanda e aceitação dos norte-americanos pela novidade. Em apenas três semanas, o modelo alcançou o patamar de 165 mil reservas nos EUA. Rival direto do Bronco em termos de proposta, o Jeep Wrangler ainda se mantém bastante popular entre os norte-americanos, registrando um sólido volume de vendas.

É curioso notar que a GM e suas marcas parecem um pouco alheias ao segmento de utilitários voltados ao uso off-road mais extremo, mostrando pouco (ou nenhum) interesse em atuar na categoria.

Em uma entrevista bastante reveladora ao GM Authority, o gerente sênior de marketing para os SUVs da Chevrolet, Brad Franz, explicou porque o posicionamento da marca não prevê uma entrada no segmento hoje dominado pelos representantes de Ford e Jeep.

Segundo Franz, enquanto as conterrâneas travam uma disputa ferrenha na categoria 4x4 off-road, a estratégia da Chevrolet foi mirar em modelos on-road, ou seja, SUV e crossovers de aplicação urbana e rodoviária.

Um ótimo exemplo citado por Franz é a boa aceitação nos EUA do Chevrolet Blazer, SUV de porte médio-grande para nossos padrões e que concorre com o Ford Edge por lá. Apenas como exemplo, as vendas do Blazer cresceram 45% no trimestre passado nos EUA, um aumento de 2,2% em sua participação de mercado se comparado com o mesmo período de 2019.

Chevrolet Blazer 2019
Chevrolet Blazer
Imagem: Divulgação

“Como você sabe, o Bronco e o Wrangler vão apostar forte em uma comunicação voltada ao off-road, então modelos como o Chevrolet Blazer serão beneficiados por um espaço maior para produtos on-road, como é o caso. A performance de vendas do Blazer reflete bem isso”, analisa Franz.

Logo, fica claro pela fala do executivo que a ideia da GM é aproveitar as lacunas criadas por Ford e Jeep enquanto elas estão olhando muito mais para o universo 4x4, permitindo que a Chevrolet tire vantagem disso para atender uma parcela do público que deseja SUVs e crossovers com apelo mais esportivo e dinâmico, como também é o caso do novo Trailblazer 2021 lançado neste ano nos EUA. Sem dúvida, é uma manobra interessante da marca.

Vale a pena recordarmos que em sua história dentro da linha Chevrolet, o K5 Blazer remete à 1969 e foi um modelo de concepção bastante próxima ao do Ford Bronco nascido alguns anos antes. Em sua releitura moderna, entretanto, ficou claro que a GM já tinha em mente um novo caminho para o utilitário. 

De qualquer forma, olhando para o conglomerado da General Motors, vale a pena destacar que a empresa não vai deixar desamparada uma parte dos consumidores que gostam da fabricante e buscam um veículo mais robusto. Para tanto, a GM vai resgatar a marca Hummer com dois produtos inéditos, no caso um SUV e uma picape, ambos com propulsão elétrica e potência acima dos 1.000 cv. A estreia da dupla ocorrerá ainda neste ano.

Atual geração do Chevrolet Blazer em sua versão Premier
Atual geração do Chevrolet Blazer em sua versão Premier
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!