Cobalt é flagrado com pouco disfarce

Novo sedã da GM pode estrear em outubro deste ano. Motores serão 1.4 e 1.8

Estreia do Cobalt é prevista para outubro | Imagem: AUTOO/Flávio Bandiera

Ao julgar pelo pouco disfarce, o Cobalt já está quase pronto para ser lançado no mercado brasileiro. Previsto para outubro deste ano, o modelo desta vez foi fagrado com pequenas faixas adesivas cobrindo apenas os logotipos na grade frontal, na tampa do porta-malas e nas rodas. Os demais detalhes ficaram todos à mostra para as câmeras.

Concebido para substituir ao mesmo tempo os modelos Astra e Corsa Sedan, já descontinuados, o novo sedã, segundo apuração do AUTOO, terá opções de motores flex 1.4 Econoflex e 1.8 Ecotec, ambos feitos no Brasil. Já seu preço deve girar em torno dos R$ 40.000.

O Cobalt é mais um projeto do mexicano Carlos Barba, diretor de design da GM na América do Sul. Foi ele quem desenhou os modelos Agile e a nova picape compacta Montana. A semelhança entre os carros é clara no desenho dos faróis, caracterizados pelas linhas pontiagudas e o grande bulbo que aloja as lâmpadas.

O flagra da vez também mostra com detalhes o design das lanternas, que seguem praticamente iguais às proposta no conceito apresentado no Salão de Buenos Aires, em março deste ano. A peça também segue o layout mais atual da marca, misturando cores distintas. O Cruze e o novo Malibu, por exemplo, também seguem esse padrão.

Chevrolet Cobalt
Reprodução

O flagra da vez mostra com detalhes o desenho da lanterna do Cobalt, que mistura dois tons de cores

Apesar da semelhante com Agile e Montana, o Cobalt será um carro mais sofisticado – o cargo de sedã popular da Chevrolet ainda caberá ao Classic. O modelo também é um projeto global da GM. Ou seja, será vendido em diferentes partes do mundo em versões muito próximas a do modelo que será fabricado no Brasil, que será um dos pólos de manufatura do novo carro no mundo.

Agradecemos o leitor Flávio Bandiera pela contribuição.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!