Com Inovar-Auto, importadoras preveem alta nas vendas

Cota já foi obtida por 70% das marcas filiadas à Abeiva. Maior delas, Kia não deve aderir ao programa

Porsche Panamera GTS | Imagem: Rafael Munhoz

Graças à revisão do programa Inovar-Auto, do governo federal, as marcas importadoras de veículos já vislumbram um 2013 melhor que o ano passado, quando fecharam com cerca de 130 mil unidades vendidas. A meta é terminar este ano com pelo menos 150 mil veículos emplacados, ainda longe do recorde de 200 mil unidades obtido em 2011.

Das cerca de 30 marcas associadas à Abeiva, entidade que reúne os importadores, 70% já estão habilitadas no Inovar-Auto, que permite que elas vendam até 4,8 mil unidades por anos sem o acréscimo dos 30 pontos percentuais – ou a média das vendas nos últimos três anos.

Veja também: os carros mais vendidos em janeiro

Para a Kia, a maior das associadas, no entanto, o acordo não é vantajoso já que a marca sul-coreana vende cerca de 50 mil carros por ano e as contrapartidas não seriam suficientes para compensar o desconto no IPI. A marca estaria estudando um projeto de fábrica no País, única saída para manter-se competitiva.

Janeiro fraco

Enquanto as medidas do Inovar-Auto não começam a valer, os importadores amargam resultados ruins. Em janeiro foram apenas 8.617 unidades emplacadas contra 11.370 no mesmo mês do ano passado.

A Abeiva acaba de ganhar mais um membro, a marca chinesa Geely, que começará a vender seus modelos em agosto no Brasil.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!