Com linha de SUVs renovada, JAC prepara mais duas estreias para 2021

Empresário responsável pela marca no Brasil também destaca os benefícios da fusão entre JAC e VW na China
JAC iEV 40 2020

JAC iEV 40 2020 | Imagem: Divulgação

A JAC Motors realizou na última quarta-feira (16) uma apresentação em suas virtual em suas redes sociais onde apresentou ao público os novos T40 Plus, T50 Plus e T60 Plus, além de mais análises sobre o mercado e perspectivas da operação local da marca para 2021.

Segundo Sergio Habib, presidente da JAC Motors no país e responsável pelo Grupo SHC, além da renovação dos três SUVs mais acessíveis da marca, a previsão é trazer para o mercado brasileiro o novo iEV60 em maio do ano que vem. A variante 100% elétrica do SUV médio deverá trazer os mesmos aprimoramentos de design que a sua contraparte térmica estreou neste mês por aqui.

O atual iEV60 é tabelado em R$ 229.900 e conta com autonomia de cerca de 380 km. Com 150 cv de potência, segundo a JAC ele acelera de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos. Como é inerente aos carros elétricos, um de seus destaques é o ótimo torque máximo de 33,6 kgfm disponível a partir do momento em que o carro é ligado. Outra vantagem é o custo de manutenção extremamente baixo em relação a um SUV térmico equivalente, custo este que pode ser em torno de seis vezes menor, de acordo com a JAC.

Além do iEV60 renovado, a JAC anunciou que fará uma segunda estreia em 2021, sem antecipar de forma oficial qual seria essa novidade. Nossa aposta é que trata-se do sedan J7, o qual inclusive estava previsto para este ano no país.

Modelo que pode se tornar a referência no portfólio local, o J7 é um sedan grande e conta com 4,75 m de comprimento, 1,82 m de largura e entre-eixos de 2,76 m. O modelo traz sob o capô o mesmo motor 1.5 turbo presente no T60, contudo uma variante 100% elétrica do J7 faria mais sentido por aqui considerando o foco da marca na eletrificação de seu portfólio no Brasil. A conferir. 

O JAC J7 (chamado de A5 na China) conta com uma colaboração da Volkswagen no desenvolvimento da parte mecânica. O conglomerado alemão recentemente estreitou sua relação com a JAC após a aprovação do governo chinês que permitiu a compra de 50% das ações da marca chinesa por parte da VW

De acordo com Sergio Habib, o envolvimento maior da Volkswagen nas operações da JAC será benéfico para a companhia. Inclusive o novo T60 Plus, destaca o executivo, trouxe algumas sugestões de aprimoramentos por parte da gigante alemã. 

Por fim, Habib acredita que o mercado brasileiro deverá retomar o número de vendas de automóveis e comerciais leves registrado em 2019 já no ano que vem, com uma média de 2,7 milhões de emplacamentos.

Acima o JAC A5, que, no Brasil, vai adotar o nome JAC J7
Sedan J7 foi prometido para 2020 no Brasil e deverá estrear em 2021
Imagem: Divulgação
Tags