Com investimentos nos EUA, Ford garante a próxima geração do Mustang

Fabricante reforça caráter global do esportivo, que deve preservar motores a combustão
Ford Mustang 2021

Ford Mustang 2021 | Imagem: Divulgação

A Ford realizou nesta quinta-feira (2) uma série de anúncios relevantes para suas operações nos EUA, em especial envolvendo a economia local e a geração de empregos, porém, em sua apresentação, a fabricante acrescentou uma informação relevante envolvendo seu portfólio de produtos. 

Ao todo a empresa vai investir US$ 3,7 bilhões em seu país-sede, criando 6.200 novos postos de trabalho diretos e aproximadamente 74 mil contratações indiretas até o fim de 2026. 

Com a injeção financeira, a Ford oficializou que a próxima geração do Mustang está garantida, no caso a sétima dentro da longa trajetória do esportivo. O modelo será produzido na planta de Flat Rock, em Michigan, de onde também será exportado para outros mercados. 

Assim como ocorre com o Mustang atual, a Ford reforçou que a próxima geração vai manter uma proposta global, o que sinaliza que o esportivo deverá seguir importado ao Brasil. Atualmente o Mustang é comercializado por aqui em seu catálogo Mach 1, que conta com motor 5.0 V8 de 483 cv e preço sugerido de R$ 553.180. 

VEJA TAMBÉM:

Ao que tudo indica, o Mustang deverá manter opções a combustão em sua 7ª geração, mesmo que provavelmente com algum tipo de eletrificação. 

Vale lembrar que a Ford já conta com o Mustang Mach-E para quem deseja uma opção 100% elétrica do modelo, apesar do estilo crossover. 

Por fim, a Ford também anunciou que, além da nova geração do Mustang, tem a caminho novos modelos com propulsão puramente elétrica, sendo que, além disso, também vai reforçar sua presença no segmento de veículos comerciais elétricos, onde hoje já atua com a E-Transit, além da bem-sucedida picape full-size F-150 Lightning. 

Ford Mustang 2021
Ford Mustang 2021
Imagem: Divulgação