Depois do Série 3, X1 é o novo BMW nacional

Crossover teve a primeira unidade concluída no Brasil nesta segunda-feira, 10

BMW X1 sDrive 20i | Imagem: Rafael Munhoz

Aproveitando a vantagem de pelos menos ano que tem em relação às suas rivais diretas que constroem fábricas no Brasil (Mercedes, Audi e Land Rover), a BMW concluiu a montagem do seu segundo modelo produzido em solo brasileiro, o X1. O crossover teve o primeiro exemplar fabricado em Araquari, Santa Catarina, nesta segunda-feira, 10.

A fábrica brasileira foi inaugurada há poucas semanas com a produção do sedã Série 3 com motor flex. A unidade, com capacidade para produzir até 32 mil carros por ano, fará ainda o SUV X3 e o Mini Countryman. Segundo a empresa alemã, ela estará plenamente funcional no final de 2015, quando a área de soldagem e pintura for concluída.

Assim como o 320i, também o X1 usará motor ActiveFlex, que combina turbo com a possibilidade de uso de etanol e gasolina. As versões nacionais são a X1sDrive20i, X1sDrive20i GP e X1sDrive20i GP Teto. O motor 2.0 litros possui 184 cv com ambos combustíveis e sistema Start-Stop – a transmissão é automática de oito velocidades.

Modelo compacto inédito

A produção atual seria uma primeira fase do projeto da BMW no Brasil. Os três modelos da marca têm tração traseira e volume relativamente limitado de produção. Segundo rumores, a marca bávara deverá fabricar em Santa Catarina num futuro não muito distante uma inédita família de carros compactos com tração dianteira, derivada da minivan Active Tourer, mostrada no Salão do Automóvel – incluindo aí a nova geração do X1. Com preço mais em conta e produção menos complexa, eles deverão permitir que a fábrica brasileira opere num ritmo mais elevado.

BMW Active Tourer
Divulgação

BMW Active Tourer: minivan com tração dianteira usa base de provável família de compactos nacional

Assine a newsletter semanal do AUTOO!