Se a queda na procura de carros de passeio no mercado norte-americano fez as gigantes GM e Ford assumirem que vão focar suas linhas daqui para frente em SUVs e picapes, mantentendo apenas alguns poucos automóveis de passeio, a Volkswagen ainda enxerga que existe espaço para manter alguns carros em sua gama e vai seguir apostando no Passat por lá.

A marca alemã aproveitou o Salão de Detroit 2019 para revelar a linha 2020 do Passat, que, se não realizou um salto de geração, ao menos podemos dizer que o sedan recebeu um facelift bem profundo. A Volkswagen não esconde que manteve a mesma plataforma que o sedan utilizava até então, promovendo apenas alguns retoques visuais na carroceria e aprimorando o nível de equipamentos do modelo.

Ao contrário do Passat europeu destinado ao mercado brasileiro, que é construído sobre a plataforma MQB, nos EUA o Passat ainda não conta com uma arquitetura modular devido à peculiaridades de seu projeto para agradar o público norte-americano. Como já citamos anteriormente, a queda na procura por carros de passeio nos EUA também fez a fabricante alemã ponderar os custos de migrar o projeto do Passat norte-americano para uma plataforma mais avançada, o que certamente exigiria um custo financeiro bem maior do que as mudanças realizadas no sedan.

De qualquer forma, o Passat 2020 vendido nos EUA estreia uma nova carroceria com perfil bem mais esportivo (clique na foto principal para acessar a galeria), lembrando um pouco o estilo de teto mais baixo e curvo que notamos nos cupês 4 portas recentes. Na dianteira, a Volkswagen faz questão de destacar a grade“tornado”, com uma boa cobertura da porção frontal do sedan e que ajuda a conferir uma boa presença ao modelo.

A tampa do porta-malas, por sua vez, conta com uma discreta asa ajudando a melhorar a aerodinâmica do modelo, enquanto o nome do modelo aparece bem destacado com letras posicionadas no centro da peça. O conjunto de rodas de liga leve do Passat 2020 contempla desde o aro 17” em sua versão de entrada até o aro 19” nas opções mais sofisticadas.

Na parte interna, as novidades para a cabine do Passat 2020 vendido nos EUA ficam por conta das saídas de ar que percorrem praticamente todo o painel, um novo painel de instrumentos e a central multimídia com um acabamento de vidro mais integrada ao console. O aparelho conta com suporte aos principais sistemas de espelhamento de smartphones do mercado, navegador e rádio por satélite integrados, entre outros itens.

Entre os recursos de tecnologia e auxílio para a condução, o Passat 2020 conta com os sistemas de alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, alerta de ponto cego nos retrovisores, controlador de velocidade adaptativo, entre outros.

Se antes contava com uma opção VR6, a partir da linha 2020 o Passat trará apenas o motor 2.0 turbo como opção, sendo que houve um pequeno ganho no torque, o qual passa a atingir 28,6 kgfm. O câmbio, também único para o modelo, é uma caixa automática de 6 marchas.

Um ponto interessante é que a Volkswagen oferece uma ampla cobertura do modelo, com um garantia completa do modelo por 6 anos ou cerca de 116.000 km (72.000 milhas), o que ocorrer primeiro.

É bom ficarmos de olho no Passat 2020 norte-americano uma vez que sua linguagem de design também poderá influenciar a atualização do modelo europeu, o qual hoje em dia é importado ao Brasil em versão única. A nova geração do Passat europeu já está confirmada para ser lançada neste ano.  

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/