Como você conferiu aqui no Autoo na semana passada, a GM deu um passo importante em clarificar sua estratégia para Brasil e o Mercosul como um todo bem como vários países emergentes, os quais serão agraciados com uma nova família global de produtos concebida para atender as necessidades e desejos específicos desses consumidores.

É fundamental para nós ficarmos atentos a essa nova família de veículos já que, segundo a GM explica, até 2020 os produtos oriundos dessa nova gama vão representar um em cada dez automóveis vendidos pela GM no mundo. Até 2023, esta proporção subirá para um em cada cinco veículos comercializados, sendo 75% do volume total da companhia na América do Sul e 20% na China”.

Já é fato que essa nova família vai estrear neste ano e a GM promete, para os primeiros 13 meses de produção, lançar cinco tipos de carrocerias com oito variações regionais. Dentre esses modelos, podemos esperar as novas gerações de Onix e Prisma, que estão cotadas para estrear aqui no Brasil ainda neste ano.

No anúncio da nova família global de automóveis, a GM também revelou um teaser mostrando parte da dianteira de um utilitário esportivo, tipo de carroceria que sem dúvida não poderia faltar na criação de uma nova linha moderna como é o caso.

O sempre ágil e antenado designer Kleber Silva fez o trabalho de “limpar” a imagem original da GM e construir, a partir dela, duas projeções (clique na foto principal para acessar a galeria) que podem nos antecipar claramente como deverá ser o SUV compacto resultante dessa nova família global. Aqui no Brasil, o modelo poderia substituir o Chevrolet Tracker e mostrar-se uma alternativa com mais espaço interno, versatilidade e um bom porta-malas, três atributos muito valorizados por consumidores desse segmento e que ajudam a explicar o sucesso comercial do Hyundai Creta e do Honda HR-V por aqui.

Outras informações, contudo, dão conta de que o teaser divulgado pela GM antecipa o SUV médio que a marca também prepara, este destinado a concorrer com o Jeep Compass, o futuro modelo da Volkswagen para o segmento que será produzido na Argentina, entre outros.

De qualquer forma, as projeções nos mostram claramente qual será a orientação de design que vai permear essa nova família global como um todo. Em seu comunicado oficial, a GM antecipa que podemos esperar por carros com “visual atrativo, elevada eficiência energética e excelente dirigibilidade, além das mais avançadas tecnologias de conectividade e segurança, muitas delas inéditas em seus respectivos segmentos”, portanto tudo indica que a GM vai colocar no mercado produtos bem competitivos.

Ainda é cedo para falarmos de conjuntos mecânicos, mas uma boa aposta para figurar abaixo do capô desses novos modelos é o motor 1.0 com turbo e injeção direta que deverá ser anunciado em breve. Modelos de maior porte, por sua vez, poderão contar com o 1.4 turbo e câmbio automático de 6 marchas, conjunto já aplicado no Chevrolet Cruze produzido na Argentina e vendido também aqui no Brasil.

Com isso, certamente vamos falar muito da GM e da marca Chevrolet a partir deste ano. Novidades bem interessantes estão a caminho!  

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/