Em breve no Brasil, novo Honda City já surpreende no exterior

Maior e mais sofisticado, sedã deve estrear por aqui no segundo semestre. Na Ásia, sua vendas mais que dobraram em janeiro
Acima o Honda City RS híbrido comercializado em alguns países asiáticos

Acima o Honda City RS híbrido comercializado em alguns países asiáticos | Imagem: Divulgação

Lançada no ano passado, a nova geração do Honda City deve ser uma das principais novidades da marca para o mercado brasileiro em 2021, estando previsto para ser lançado por aqui no segundo semestre. O sedã renovado deve ser acompanhado ainda por uma inédita carroceria hatchback, que pode substituir as versões de entrada do Fit.

Enquanto não chega por aqui, o novo Honda City já está fazendo sucesso na Ásia. Por lá, a novidade teve 3.667 unidades comercializadas em janeiro. Na comparação com o mesmo período do ano passado, quando 1.734 carros foram vendidos, o seu crescimento já é de 112%. Com isso, o modelo se tornou o líder da categoria, superando o Hyundai Verna (similar ao nosso HB20S) na primeira colocação.

Saiba mais: para substituir o Civic nacional, novo City terá motor sofisticado

Com a nova geração, o Honda City cresceu em comprimento e largura, mas está mais baixo e manteve o entre-eixos. Em termos de motorização, a novidade oferecida na Índia traz um motor 1.5 a gasolina baseado no que é utilizado pelo Civic Touring nacional, mas sem uso de turbo. Assim, ele entregará 121 cv de potência e 14,8 kgfm de torque. Há ainda uma opção turbodiesel

Para o Brasil, no entanto, cogita-se também a utilização do motor 1.5 do Civic sem sobrealimentação, mas mantendo a injeção direta de combustível e adicionando a capacidade de se rodar com etanol ou gasolina. Com isso, sua potência pode chegar a 150 cv com o combustível vegetal, pouco abaixo dos 173 cv do propulsor turbinado.

Flagra mostra novo Honda City sendo testado no Brasil
Flagra mostra novo Honda City sendo testado no Brasil
Imagem: Reprodução / André Gessner