Ferrari 812 GTS: o conversível mais potente do mundo

Italiana revela dois novos conversíveis nesta semana, a 812 GTS e a F8 Spider
Ferrari 812 GTS

Ferrari 812 GTS | Imagem: Divulgação

Para abrilhantar a segunda-feira, a Ferrari promoveu uma estreia dupla. Estamos falando da apresentação dos novos 812 GTS e do F8 Spider.

Começando pelo 812 GTS, a novidade foi revelada com um título bem especial: o modelo torna-se o conversível mais poderoso do mundo ao ser impulsionado por um 6.5 V12 (aspirado) com nada menos do que 800 cv de potência a 8.500 rpm e 73,2 kgfm de torque.

O novo 812 GTS nada mais é do que a opção com teto retrátil da 812 Superfast e o conversível não fica devendo em nada em termos de desempenho, podendo alcançar 100 km/h em menos de 3 segundos ou o 0 a 200 km/h em apenas 8,3 segundos. A velocidade máxima supera a marca dos 340 km/h.

Outro ponto que pode fazer do 812 GTS um futuro clássico colecionável é que o modelo retoma na linha Ferrari uma peculiaridade construtiva que parecia esquecida pela marca: a presença do motor dianteiro. Há exatos 50 anos a Ferrari não adotava essa construção para um modelo produzido em série e que contasse com a capota retrátil ou removível. O último conversível a adotar motor dianteiro na linha Ferrari foi a 365 GTS4 em 1969. Alguns produtos de tiragem limitada, como a 550 Barchetta do ano 2000, a Superamerica em 2005, a SA Apert em 2010 e a F60 America adotaram o motor dianteiro, porém a produção foi pontual, com a F60 America registrando somente 10 unidades construídas.

A Ferrari acrescenta que o teto rígido retrátil da 812 GTS precisa de apenas 14 segundos para ser aberto, com a velocidade sempre abaixo de 45 km/h. A transmissão, por sua vez, é do tipo dupla embreagem com 7 marchas.

Quem também precisa de apenas 14 segundos para abrir ou fechar o teto rígido é a nova F8 Spider.

Com o mesmo 3.9 V8 biturbo da F8 Tributo, motor que já venceu o título de melhor motor do mundo por quatro anos consecutivos dentro de sua categoria, a opção conversível despeja para as rodas 720 cv a 8.000 rpm e 78,5 kgfm de torque a 3.250 rpm.

Sucessora da 488 Spider, a F8 Spider é 20 kg mais leve e conta com 50 cv a mais, sendo “significativamente mais eficiente na aerodinâmica”, completa a Ferrari. A F8 Spider precisa de apenas 2,9 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h ou de 8,2 segundos para ir de 0 a 200 km/h, alcançando 340 km/h de velocidade máxima. O modelo mede 4,61 m de comprimento, 1,97 m de largura, 1,20 m de altura e seu entre-eixos é de 2,65 m, podendo acomodar 200 litros de bagagem em seu porta-malas. Apenas como comparação, a 812 GTS tem 4,69 m de comprimento, 1,97 m de largura e 1,27 m de altura, com entre-eixos de 2,72 m. O porta-malas do conversível V12 é um pouco maior, podendo acomodar 210 litros de bagagens. Clique na foto principal logo acima do texto para acessar a galeria de fotos completa das novidades! 

Ferrari F8 Spider
Ferrari F8 Spider
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!