Fiat promete ''grande ofensiva de novos produtos'' no Brasil

Entre os modelos, dois inéditos SUVs da marca estão confirmados para 2021 e 2022
Acima o conceito Fastback, um dos destaques da Fiat no Salão de São Paulo 2018

Acima o conceito Fastback, um dos destaques da Fiat no Salão de São Paulo 2018 | Imagem: Divulgação

Pegando carona na apresentação da nova Strada, a Fiat anunciou nesta semana sua ênfase em um reposicionamento de marca no mercado brasileiro.

Segundo a companhia, “a marca promoveu uma profunda evolução para um novo modelo de negócios que muda o foco no produto para focar no cliente como centro de tudo o que a empresa faz”, revela a Fiat. “Por isso fomos atrás de nossa essência, buscamos nossas raízes. A Fiat é pop, encantadora, espontânea e a mais ítalo-brasileira das marcas. Em cima disso, vamos projetar o futuro”, declarou Antonio Filosa, presidente da Fiat Chrysler Automóveis (FCA) para a América Latina, em comunicado da marca. 

Na esteira do anúncio, a Fiat aproveitou para adiantar boas novas sobre sua estratégia para o curto prazo no Brasil.

Acima o conceito Fiat Fastback: inspiração para um dos SUVs que a marca vai lançar no Brasil
Acima o conceito Fiat Fastback e seu estilo cupê: inspiração para um dos SUVs que a marca vai lançar no Brasil?
Imagem: Divulgação

Apesar de todos os impactos da pandemia, a montadora reiterou que segue nos planos dois SUVs inéditos para nosso mercado. “O primeiro dos dois totalmente novos utilitários esportivos, com personalidade própria e distintos dentro do portfólio da marca, está planejado para 2021. No ano seguinte, o segundo modelo, também único e sem comparação com o que existe na categoria, deve estrear no Brasil”, anunciou a fabricante. 

Outro modelo que estava previsto para o Brasil foi chancelado pela empresa. O novo 500, agora apenas com propulsão completamente elétrica, será oferecido em nosso país. A Fiat não estabeleceu uma previsão de data para o lançamento, mas destaca que “prepara uma grande ofensiva de novos produtos” para o mercado brasileiro, tendo como uma das bases a eletrificação da gama, uma das razões para a importação do simpático hatchback. 

Fiat 500 2021
Nova geração do Fiat 500: com autonomia na casa de 300 km, elétrico chegará ao Brasil
Imagem: Divulgação

Entre os modelos de maior volume, incluindo os futuros SUVs nacionais, a Fiat destacou que “esses veículos terão em comum o forte componente de conectividade”, com ênfase na oferta da nova central multimídia Uconnect com tela de 7”. “As novidades futuras também estarão presentes nos trens de força, com novos motores turbo flex de três e quatro cilindros e a introdução do câmbio CVT em importantes produtos da gama”, acrescenta a fabricante. 

A Fiat Strada, por exemplo, é uma forte candidata a receber o câmbio automático CVT em conjunto com o motor 1.3. Provavelmente a mesma combinação, bem como os propulsores sobrealimentados, deverão chegar ao Argo e ao Cronos. Vamos acompanhar. 

Fiat Strada 2021
Fiat Strada em sua nova geração deverá ganhar versão com câmbio automático CVT
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!