Ford amplia família Mustang com o SUV elétrico Mach-E

Novidade é classificada pela marca como o ''muscle car para a era da eletricidade''
Ford Mustang Mach-E

Ford Mustang Mach-E | Imagem: Divulgação

Como estava previsto, a Ford apresentou no domingo (17) seu aguardado Mustang Mach-E. A novidade, um SUV elétrico com visual que remete ao tradicional esportivo norte-americano, foi classificado pela marca como o “muscle car para a era da eletricidade” e que a novidade foi criada “usando os mesmos conceitos que inspiraram a criação do cupê esportivo mais vendido do mundo”.

Para tanto, o Ford Mustang Mach-E terá opções de bateria padrão ou de longo alcance e tração traseira ou nas quatro rodas, acionada por motores de ímã permanente. Com bateria de longo alcance e tração traseira, o Mach-E terá um autonomia de pelo menos 480 km (segundo padrão EPA). Na versão com tração integral, terá uma potência estimada de 336 cavalos e torque de 57 kgfm. A novidade chegará ao mercado norte-americano no fim de 2020.

“A Ford vai oferecer também duas versões especiais de performance do SUV. O Mustang Mach-E GT deve acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 4 segundos, enquanto o Mustang Mach-E GT Performance Edition deve chegar aos 100 km/h em cerca de 3 segundos, mesmo tempo de um Porsche 911 GTS”, compara a fabricante. As duas configurações GT terão uma potência estimada de 465 cv e torque de 84,6 kgfm.

O inédito Mustang Mach-E ainda terá uma edição inicial limitada chamada First Edition. Ela oferecerá tração integral, autonomia estendida e detalhes de estilo diferenciados, como pinças de freio pintadas de vermelho. O Mach-E GT também já pode ser reservado para entrega a partir do segundo trimestre de 2021. Por falar nos freios, o Mustang Mach-E poderá ser equipado com as novas pinças de alumínio Flexira, da Brembo, que combinam a funcionalidade de uma pinça fixa com as dimensões de uma pinça flutuante. O GT Performance Edition é equipado também com a tecnologia de suspensão adaptativa MagneRide Damping System, que proporciona uma rodagem “emocionante e confortável com excepcional estabilidade”, destaca a fabricante.

 

Segundo a Ford explica, o inédito sistema de tração nas quatro rodas (eAWD) pode distribuir o torque nos eixos dianteiro e traseiro de forma independente, proporcionando aceleração impressionante e uma condução mais refinada. O sistema foi rigorosamente testado para aumentar o controle em condições escorregadias, como em terreno molhado ou neve. O Mach-E é o primeiro veículo de série tunado pela equipe da Ford Performance usando o simulador de corrida da marca na Carolina do Norte, EUA. A Ford ainda acrescenta que o Mustang Mach-E ainda oferece espaço otimizado para 5 pessoas e bagagem, com porta-malas para impressionantes 821 litros de bagagem. A marca não especifica, contudo, como a medição foi feita.

Moderno, o Mach-E oferece recursos como o sistema “Phone as a Key” (“Telefone como Chave”) que estreia na linha Ford. Por meio do Bluetooth, o veículo detecta o smartphone do motorista quando ele se aproxima e destrava o Mach-E, permitindo que ele comece a dirigir sem precisar tirar o celular do bolso ou usar a chave. Há também um código de segurança que pode ser inserido na tela do veículo se a bateria do telefone acabar. O modelo ainda terá como opcionais o teto panorâmico de vidro fixo, que conta com um revestimento especial no vidro com proteção contra raios infravermelhos para ajudar a manter o interior mais fresco no verão e mais quente no inverno, além de alto-falantes premium da Bang & Olufsen. Elementos de design tradicionais do Mustang, como o painel de duplo domo, também estão presentes no interior.

Como já relatamos aqui no Autoo, o Mach-E marca também a estreia da central multimídia Sync de nova geração da Ford. No caso do SUV elétrico, ela tem tela de 15,5” e uma interface simples que substitui os menus complicados, controlada por toque como os smartphones. Assim como o Sync de nova geração, o Mach-E é capaz de receber atualizações sem fio para melhorar o desempenho do veículo ou mesmo adicionar recursos totalmente novos, explica a Ford.

Por fim, a Ford detalha que a bateria do Mach-E foi projetada para facilitar a fabricação e fica instalada no piso entre os dois eixos do veículo. Testada em temperaturas extremas de 40°C negativos, ela fica alojada em um compartimento à prova d’água e protegido para absorção de impactos. Conta também com um sistema de arrefecimento por líquido para otimizar o desempenho em condições climáticas extremas e melhorar os tempos de recarga. O carregador móvel Ford, incluído no veículo, adiciona em média 35 km de autonomia por hora de carregamento em uma tomada de 240 V.

A Ford fez uma parceria com a Amazon Home para facilitar a instalação da estação na casa do cliente, com eletricistas licenciados. O sistema de navegação do veículo permite localizar estações públicas de recarga em viagens e indica os pontos mais convenientes para que o motorista não precise se preocupar com a autonomia. Nos EUA, a fabricante conta com uma rede de 12.000 estações de carregamento (FordPass Charging Network), oferecendo mais de 35.000 plugues.

O Autoo entrou em contato com a Ford para saber se existe intenção da fabricante em oferecer o Mustang Mach-E no Brasil e, assim que recebermos um posicionamento, atualizaremos a notícia. 

 
Assine a newsletter semanal do AUTOO!